Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 29 de setembro de 2017. Atualizado às 09h31.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

artes visuais

23/09/2017 - 15h00min. Alterada em 23/09 às 15h00min

Exposição Queermuseu será exibida no Rio de Janeiro

Cancelamento da exposição em Porto Alegre foi alvo de protestos

Cancelamento da exposição em Porto Alegre foi alvo de protestos


MARCO QUINTANA/JC
O Museu de Arte do Rio (MAR) fechou, nesta sexta-feira (22), com o curador Gaudêncio Fideles a ida da exposição Queermuseu - Cartografias da diferença na arte da brasileira para o museu da Praça Mauá, no Rio de Janeiro.
A data ainda não foi marcada. A exposição é a mesma que causou polêmica ao ser exibida pelo Santander Cultural, em Porto Alegre, e que reúne mais de 270 obras com temática LGBT que percorrem o período histórico de meados do século XX até os dias de hoje, explorando a diversidade de expressão de gênero e a diferença na arte e na cultura. A mostra foi cancelada na capital gaúcha após críticos a acusarem de "promover pedofilia e zoofilia".
A exposição foi aberta na metade de agosto, com entrada franca, e seguiria até 8 de outubro em Porto Alegre. O fim da mostra gerou protestos por parte de movimentos artísticos e sociais, que denunciaram o fechamento como censura. 
Com informações da agência O Globo
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
ELVIS 29/09/2017 08h31min
Basta colocar uma classificação etária e aviso de cenas de nudez e violência então não terá problema algum.
Lenita Cassimiro 27/09/2017 18h02min
Brincar e ofender quem é da paz como os Cristãos é fácil, vão fazer uma exposição colocando Maomé como fizeram com as imagens de Cristo...
Ricardo 27/09/2017 16h10min
Se não for com dinheiro público e tiver indicação etária então tá ótimo. Ao contrário do que a midia insiste estes foram os principais motivos para o boicote.
Ricardo 25/09/2017 00h03min
Os conservadores, profetas do divino e reacionários piram! Não gosta do tema? Ninguém é obrigado a ir. Michelangelo pintou nu dentro da capela e não foi condenado. Por que a sociedade de hoje se acha a entendedora de arte a ponto de condenar uma exposição? Todo mundo se formou em história da arte, só pode! Emitem sua "opinião" de mesma forma que vão ao banheiro.
André 23/09/2017 23h21min
Esta infâmia que foi censurada no sul, agora querem trazer para o Rio. Esse Santander não presta mesmo. E ainda falam que essa nojeira é cultura.
Virgílio José Cardoso Lemos 23/09/2017 20h57min
Estão querendo afrontar o povo. Depois que o povo se enfurecer, não tentem se passar por vítimas.