Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 08 de setembro de 2017. Atualizado às 16h44.

Jornal do Comércio

Panorama

COMENTAR | CORRIGIR

música

Notícia da edição impressa de 05/09/2017. Alterada em 04/09 às 18h43min

Os filhos dos caras: Wilson Simoninha, Jair Oliveira e Léo Maia se apresentam em Porto Alegre

Wilson Simoninha, Léo Maia E Jair Oliveira se apresentam sexta-feira no Teatro do Bourbon Country

Wilson Simoninha, Léo Maia E Jair Oliveira se apresentam sexta-feira no Teatro do Bourbon Country


FOTOS FATUCA FERREIRA, VILLY RIBEIRO E FATUCA FERREIRA/FOTOS FATUCA FERREIRA, VILLY RIBEIRO E FATUCA FERREIRA/DIVULGAÇÃO/JC
Cristiano Vieira
Desnecessário desfilar os currículos de ícones musicais como Wilson Simonal, Jair Rodrigues e Tim Maia. Seja com o popular samba ou a MPB, os três ajudaram a construir a memória afetiva e musical de gerações de brasileiros dos últimos 50 anos. Já falecidos, agora são seus herdeiros que prestam homenagem aos pais em um show para lá de saudoso e alegre na próxima sexta-feira, no Teatro do Bourbon Country.
O espetáculo Os filhos dos caras coloca no palco Wilson Simoninha, Jair Oliveira e Léo Maia em uma apresentação que mescla repertório próprio com clássicos cantados por seus pais. "É uma grande seleção de canções familiares, digamos sim. O repertório que canto do meu pai, por exemplo, inclui Disparada e Majestade o sabiá", avisa, por telefone, Jair Oliveira.
A carreira de Jair Rodrigues se iniciou ainda nos anos 1950 no interior paulista como crooner. Mas foi com Disparada (1966), de Geraldo Vandré e Théo de Barros, que o pai de Jair Oliveira conquistou o grande público. Rodrigues alcançou o primeiro lugar no Festival da Canção daquele ano, ficando empatado com Nara Leão e sua interpretação para A banda, de Chico Buarque.
No repertório, em alguns momentos do show, o trio canta junto clássicos como País Tropical e Alguém me avisou. Em outros, cada um segue com seu setlist repleto de sucessos. Entre as canções que serão interpretadas estão Nem vem que não tem, Mais que nada, Simples desejo, Não deixe o samba morrer, Do Leme ao Pontal e Não quero dinheiro, entre muitos outros hits. O formato pode variar, avisa Oliveira. "Claro que ensaiamos e temos um roteiro a seguir. Mas, às vezes, mudamos alguma coisa conforme o que vamos sentindo na cidade que nos recebe. Foi assim, recentemente, em São Paulo", conta.
A ideia surgiu ainda nos anos 1990, quando alguns artistas como Simoninha e Luciana Mello já faziam referência as suas origens musicais e influências. Em 2015, em uma parceria entre empresários e artistas, shows em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília foram realizados em homenagem a grandes personalidades da MPB, em um formato em que os filhos tocavam com suas bandas os sucessos dos pais.
A partir daquele ano, com uma banda apenas, os filhos se uniram para um único espetáculo, para honrar o legado dos "caras". A ideia original do projeto sempre foi perpetuar a música brasileira. São utilizados ainda recursos de vídeo para abertura dos musicais. Entre o público, um misto de emoções, alegria e nostalgia. O projeto atinge as mais variadas faixas etárias.
Apesar de relembrar três músicos já falecidos, Oliveira salienta que o espetáculo, nem de longe, é triste. Pelo contrário. "O show é focado na alegria, tem uma energia muito boa. Basta ver os repertórios dos três, para cima. Isso funciona para o Tim Maia, para o Jair Rodrigues, para o Simonal", destaca. "É uma grande celebração para três caras que deixaram um legado incrível", completa ele.
O espetáculo Os filhos dos caras ocorre na sexta-feira, às 21h. Os ingressos, entre R$ 80,00 e R$ 160,00, estão à venda na bilheteria do Teatro do Bourbon Country, call-center 4003-1212 ou site www.ingressorapido.com.br.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia