Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 12 de agosto de 2017. Atualizado às 15h57.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Gente

Alterada em 12/08 às 15h59min

Em nota, Sartori manifesta pesar e solidariedade à família de Carlos Araújo

Carlos Araújo faleceu na madrugada desta sábado, em Porto Alegre

Carlos Araújo faleceu na madrugada desta sábado, em Porto Alegre


ANTONIO PAZ/ARQUIVO/JC
O governador do Estado, José Ivo Sartori, divulgou nota oficial no final da manhã deste sábado (12), lamentando a morte do político e advogado Carlos Araújo, ex-deputado estadual pelo PDT. Na nota, Sartori destaca sua importância na luta pela redemocratização do país.
Veja abaixo a nota na íntegra:
O governador José Ivo Sartori lamenta a morte do advogado trabalhista Carlos Araújo, ocorrida na madrugada deste sábado (12), em Porto Alegre.
Carlos Araújo teve importante papel na luta pela redemocratização do país, sendo referência na defesa das causas sociais.
Araújo se destacava pelo espírito democrático, se relacionando de forma fraternal e sempre respeitando posições diversas. Na carreira política, foi eleito deputado estadual por três mandatos, atuando com destaque na Assembleia Constituinte Estadual em 1989. Em 2000, se afastou da vida parlamentar e passou a se dedicar exclusivamente à advocacia trabalhista como um dos mais antigos advogados da área no país, mas sem deixar de lado seu papel de articulista.
Carlos Araújo deixa um legado à democracia que permanecerá na memória dos gaúchos. O governo se solidariza com a família e amigos neste momento de tristeza.
José Ivo Sartori
Governador do Estado
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia