Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 11 de agosto de 2017. Atualizado às 14h32.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Governo Federal

Alterada em 11/08 às 14h35min

Legislativo governa junto com o Executivo, afirma Temer no MT

Michel Temer disse que o diálogo é uma das marcas da sua gestão

Michel Temer disse que o diálogo é uma das marcas da sua gestão


Alan Santos/PR/JC
Em sua primeira viagem ao Estado do Mato Grosso desde que assumiu o Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer disse nesta sexta-feira (11) que o diálogo é uma das marcas da sua gestão e que governa junto com o Congresso Nacional.
"É o fio condutor do nosso governo. Falo do diálogo com o Congresso Nacional e com a sociedade. E no meu governo, o diálogo com o Congresso Nacional é que permitiu que fizéssemos o que fizemos, na convicção mais absoluta de que no sistema presidencialista o Legislativo não é apêndice do Poder Executivo, mas alguém que governa junto", disse o presidente.
Temer participou da inauguração da usina de etanol de milho da FS Bioenergia, a primeira usina brasileira de etanol que utiliza milho em 100% de sua produção.
"Essa usina de etanol está em sintonia com o acordo de Paris. Isso é fruto da coragem, empenho e criatividade dos produtores brasileiros", comentou o presidente.
A FS Bioenergia - joint venture entre a Fiagril Participações, do Brasil, e a Summit Agricultural Group, dos Estados Unidos - investiu cerca de R$ 450 milhões na usina, cuja capacidade inicial prevista é da ordem de 240 milhões de litros de etanol por ano.
O presidente chegou à solenidade acompanhado do governador de Mato Grosso, Pedro Taques (PSDB) e do ministro da Agricultura, Blairo Maggi.
"Tive muita sabedoria ao assumir governo em chamar Blairo para a Agricultura, com convicção de que era preciso alguém que conhece a área com profundidade. Amanhã fazemos 15 meses de governo e Blairo fez o que não se fez em 15 anos neste País", disse Temer.
"Saio com alma incendiada, dizendo que o Brasil tem jeito com o exemplo de Lucas do Rio Verde. Falo da animação de sair da sala e conhecer o Brasil real. A realidade da sala de despachos, às vezes, não é consoante com o que vemos no Brasil. Tenho honra de ser presidente, não pelo cargo, mas pelo que fizemos em 15 meses de governo. O teto dos gastos públicos foi fundamental para nossas finanças. O País estava em uma das piores recessões dos últimos tempos", prosseguiu.
Antes de inaugurar a usina, Temer participou da abertura da colheita do algodão. "O agronegócio e a agricultura é que garantiram o PIB", disse o presidente, que se lembrou dos tempos de infância. "Meu pai plantava algodão. Eu me deliciava com sua brancura, pois me permitiria estudar", recordou.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia