Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 10 de agosto de 2017. Atualizado às 16h23.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

ESTADOS UNIDOS

Alterada em 10/08 às 16h26min

Alerta para Coreia do Norte talvez não tenha sido forte o suficiente, diz Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que talvez o alerta de "fogo e fúria" que lançou para a Coreia do Norte há dois dias "não tenha sido forte o suficiente", em mais um embate retórico com o país asiático, em meio a suas férias em um clube de golfe em New Jersey, depois de uma reunião de segurança com seus assessores.
Na terça-feira, Trump ameaçou a Coreia do Norte com "fogo e fúria nunca vistos antes pelo mundo" se continuar a intimidação a Washington. Em resposta, o regime norte-coreano anunciou que irá estudar cuidadosamente a possibilidade de um ataque com míssil a uma base militar dos EUA no território americano de Guam.
Ainda, o presidente americano disse que a Coreia do Norte deve mudar sua postura ou "enfrentará problemas como poucas nações já tiveram" e que o exército do país "apoia 100%" seus comentários sobre o regime de Kim Jong-Un. Ao mesmo tempo, Trump declarou que os EUA está sempre considerando negociações.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia