Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 14 de agosto de 2017. Atualizado às 22h37.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Segurança pública

Notícia da edição impressa de 15/08/2017. Alterada em 14/08 às 21h20min

Prefeitura de Canoas repassa 22 viaturas a órgãos do Rio Grande do Sul

Busato (d) investiu mais de R$ 4,8 milhões na compra de 35 veículos

Busato (d) investiu mais de R$ 4,8 milhões na compra de 35 veículos


CLAITON DORNELLES/CLAITON DORNELLES /JC
Suzy Scarton
A cidade de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, receberá um reforço na segurança nos próximos dias. Ontem, o governador José Ivo Sartori e o prefeito do município, Luiz Carlos Busato, assinaram um convênio que estabeleceu o repasse de 22 viaturas, adquiridas com investimento de R$ 3,3 milhões, oriundos de recursos municipais de Canoas, e que serão integradas aos serviços da Brigada Militar (BM), da Polícia Civil e da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe).
No total, Canoas comprou 35 veículos ao custo de R$ 4,835 milhões, mas somente 22 serão repassados ao Estado - 15 à BM, seis à Polícia Civil e um à Susepe. Os outros 13 serão incorporados à Guarda Municipal.
"É uma retribuição à atenção que temos recebido do governo. A palavra-chave não é somente integração, é somar, e traduz o sentimento que temos pela parceria", explanou Busato, acrescentando que o investimento em segurança não é dever apenas do Estado - é também do prefeito e de todos os cidadãos.
Além disso, a cerimônia no Palácio Piratini oficializou a transferência de três terrenos estaduais a Canoas. Com área total de 1.248 metros quadrados, eles pertenciam à extinta Companhia de Habitação do Estado (Cohab). No local, será construída uma área de esportes e lazer no bairro Guajuviras.
Na ocasião, o secretário estadual de Segurança Pública, Cezar Schirmer, também confirmou a inauguração do segundo Centro de Triagem para Presos Provisórios de Porto Alegre, a ocorrer na manhã de hoje. O local terá capacidade para receber 96 detentos e se localiza ao lado do Presídio Central de Porto Alegre. A obra custou R$ 2,9 milhões, com recursos do Tesouro do Estado.
Schirmer espera que a Corsan finalize as pendências na infraestrutura de água e de esgoto do Complexo Prisional de Canoas dentro do prazo prometido, a expirar em 25 de agosto. Mesmo assim, ainda não será possível liberar o acesso total ao presídio, devido à falta de servidores. O complexo prevê 2.808 vagas para presos provisórios sem passagem por casas prisionais e condenados a ingressar pela primeira vez no sistema prisional. Por enquanto, somente 537 estão sendo utilizadas.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia