Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 10 de agosto de 2017. Atualizado às 10h38.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Série B

Notícia da edição impressa de 10/08/2017. Alterada em 09/08 às 22h26min

Inter trabalha mecânica ofensiva para continuar superando retrancas

Goleiro Danilo Fernandes diz que time não pode perder o foco no acesso

Goleiro Danilo Fernandes diz que time não pode perder o foco no acesso


RICARDO DUARTE/INTER/JC
O Inter sabe que para seguir embalado na Série B do Campeonato Brasileiro precisa continuar abrindo defesas cada vez mais fechadas. Pensando nisso, o técnico Guto Ferreira aproveitou o treinamento de ontem para trabalhar jogadas voltadas ao ataque. Sem surpresas na formação da equipe, o treinador manteve os 11 atletas que iniciaram a partida diante do Guarani, no fim de semana passado.
O trabalho foi dividido entre atividade tática, inicialmente sem adversário de um lado, e disputas de um contra um com conclusão a gol do outro. Na movimentação de grupo, a ideia era trabalhar a bola e acabar em um cruzamento para área. A disputa ataque-defesa visa dar opções individuais aos atletas.
A ideia de ganhar qualidade de drible é alternativa clara para quebrar sistemas defensivos retrancados. Um drible pode desestruturar todo um setor, fechado por natureza principalmente contra o Colorado, no Beira-Rio, o que é esperado neste sábado, às 16h30min, diante do Londrina. Na estreia da competição, o time gaúcho, ainda comandado por Antônio Carlos Zago, venceu por 3 a 0, no Paraná.
Na sequência do treino, Guto montou um coletivo em campo reduzido. A equipe titular foi exatamente a mesma que trabalhou na terça-feira, com Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Klaus, Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson e D'Alessandro; William Pottker e Eduardo Sasha; Leandro Damião.
Após conseguir emplcar uma sequência de vitórias e assumir a vice-liderança, o discurso do grupo colorado vem sendo o mesmo: dar continuidade ao trabalho, evoluir, e ajustar o que for necessário. É o que diz o goleiro Danilo Fernandes, um dos responsáveis pelo Inter ser o dono da defesa menos vazada na Série B, com 13 gols.
"Devemos manter o que está sendo feito. Finalmente, conseguimos encontrar o bom futebol, com uma competitividade muito grande e a atitude esperada no campeonato. Demorou para acontecer, mas sabemos o modelo a ser seguido e o que temos que fazer. Agora, temos que coroar nosso trabalho com o acesso, que é o principal", projeta o camisa 1. O grupo volta a trabalhar na manhã de hoje.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Dorian R. Bueno 10/08/2017 10h33min
QUE VENHA O 2º TURNO PARA TESTAR O INTERNACIONAL !!!nnOs métodos de trabalho do Guto Ferreira e sua equipe, agora estão funcionando dentro do campo muito mais do que 45minutos, por que o time passou a confiar e si próprio, e os resultados apareceram mesmo sob pressão da direção, torcida e imprensa. Quem sabe podemos dar um voto maior de confiança ao treinador para recuperar o tempo perdido, já que os CASCUDOS e JOVENS jogadores COLORADOS demonstraram mais vontade, para ser um grupo VENCEDOR, AMÉM. Acredito que o grupo de jogadores ainda não está fechado ainda mais, que precisamos ter reposições do mesmo nível em todas as posições, por que o Internacional precisará jogar 19 jogos e chegar o mais perto possível dos 57 pontos que será disputado. O desempenho até o momento é apenas a vice-liderança com 33 pontos, e sabemos que somente isto não garante nada, e o time precisará jogar muito futebol para vencer muitos jogos dentro e fora e se garantir dentro do G4. Abs. Dorian Bueno, Google+Plus, POA, 10.08.2017 n