Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 05 de agosto de 2017. Atualizado às 17h40.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Futebol

05/08/2017 - 17h25min. Alterada em 05/08 às 17h44min

Com Neymar na torcida, PSG estreia com vitória sobre o Amiens no Francês

Ovacionado pela torcida, Neymar teve o nome gritado e fez uma volta olímpica

Ovacionado pela torcida, Neymar teve o nome gritado e fez uma volta olímpica


C.Gavelle/PSG/Fotos Públicas/JC
O Paris Saint-Germain fez o suficiente para estrear com vitória no Campeonato Francês neste sábado (5). Diante do frágil Amiens, caçula da competição, a equipe marcou na reta final do primeiro e do segundo tempo para vencer por 2 a 0 no Parque dos Príncipes. O resultado acabou ofuscado pela presença de Neymar, que foi apresentado à torcida antes do apito inicial.
Ovacionado pela torcida, Neymar teve o nome gritado antes da partida e chegou a dar uma volta olímpica no estádio, na qual retribuiu o carinho ao lançar sua camisa para as arquibancadas. Depois, foi para uma tribuna no estádio, de onde acompanhou o confronto e aplaudiu seus companheiros a cada boa jogada.
Havia a expectativa de que Neymar estreasse já neste sábado, mas a ausência de um documento impediu que o PSG o colocasse em campo. Por isso, sua primeira partida com a camisa do novo clube deverá acontecer na segunda rodada do Campeonato Francês, contra o Guingamp, dia 13, fora de casa.
A festa da torcida deixou de ser para Neymar e passou a ser destinada ao PSG com o apito inicial. Mas o próprio time parecia desconcentrado, talvez pela comoção em torno do novo reforço, que custou 222 milhões de euros aos cofres do clube. A sorte do time francês é que o Amiens sequer ameaçava, o que permitiu aos donos da casa levar o duelo em ritmo bem lento.
Ainda sem Neymar, o técnico Unai Emery optou por um ataque formado por Di María, Cavani e Pastore. Com os dois argentinos apagados, o uruguaio era quem mais se movimentava, em busca do primeiro gol. E foi de seus pés que saíram as duas primeiras chances do PSG, em finalizações para fora.
Aos 17, Daniel Alves aproveitou escanteio para bater firme, a bola tocou na zaga e sobrou para Rabiot, que perdeu chance incrível. Mesmo sem forçar muito, os donos da casa abririam o placar aos 41 minutos. Daniel Alves apareceu bem outra vez no ataque e deu ótimo lançamento para Cavani, que dominou com certa dificuldade, mas tirou do zagueiro e bateu cruzado.
O Amiens não mudou seu sistema e manteve a retranca para o segundo tempo, mas o PSG saiu um pouco mais para o jogo e acumulou chances perdidas. Aos oito, o goleiro Gurtner fez grande defesa em chute de Di María. Cinco minutos depois, o argentino tentou por cobertura da entrada da área e jogou para fora.
Quando o time visitante começava a ameaçar nos contra-ataques, o PSG selou o placar. Verratti arrancou com liberdade e deu ótimo passe para Cavani. De frente para o goleiro, o uruguaio teve calma para rolar no meio para Pastore, que só teve o trabalho de empurrar para a rede.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia