Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 10 de agosto de 2017. Atualizado às 23h57.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Agronegócios

Notícia da edição impressa de 11/08/2017. Alterada em 10/08 às 21h37min

Expointer é lançada em meio a dificuldades

Cerimônia deu a largada no evento que começa no dia 26 de agosto

Cerimônia deu a largada no evento que começa no dia 26 de agosto


LUIZ CHAVES/LUIZ CHAVES/PALÁCIO PIRATINI/JC
Jefferson Klein
Em meio a um ambiente de dificuldades econômicas e políticas vividas no País, o governador José Ivo Sartori almeja que a 40ª Expointer repita o desempenho da edição anterior, que teve um volume de negócios de R$ 1,92 bilhão. Se a perspectiva é de que o número seja parecido, uma novidade para a feira deste ano, que acontecerá de 26 de agosto a 3 de setembro, em Esteio, foi o local do seu lançamento: o Theatro São Pedro.
A cerimônia, realizada nesta quinta-feira, contou com show musical e apresentação de Jair Kobe, o Guri de Uruguaiana. O teatro estava lotado por políticos e representantes de associações da agricultura. Em seu discurso, Sartori frisou que a Expointer é um patrimônio de todos, não só dos criadores, mas do Rio Grande do Sul e do Brasil.
O governador comentou ainda que, neste ano, os bancos estaduais aplicaram cerca de R$ 3,2 bilhões na safra, sem contar o financiamento dos agentes privados. Durante a Expointer, o Banrisul atenderá à demanda por crédito rural dos agricultores familiares, médios produtores, agricultores empresariais, cooperativas e empresas do setor do agronegócio. A carteira de crédito rural do banco receberá pedidos de financiamentos, tanto para a compra de animais como de máquinas e equipamentos agrícolas.
Sartori ressalta que a safra recente foi a melhor do Rio Grande do Sul. "A preocupação atual é com o clima, esperamos por uma próxima safra igual à que tivemos em 2017", afirma. O secretário da Agricultura, Pecuária e Irrigação, Ernani Polo, enfatiza que as colheitas estão sendo boas, mas os preços dos produtos estão abaixo do ideal.
O dirigente argumenta que esse panorama implica cautela para os produtores, que buscam fazer negócios quando há boas oportunidades. "Isso a Expointer pode proporcionar especialmente na área de máquinas e equipamentos agrícolas", reforça.
O presidente da Comissão de Exposições e Feiras da Farsul, Francisco Schardong, comenta que a Expointer sempre gera uma expectativa otimista. "O evento tem uma magia de afastar os aspectos negativos do parque", sustenta. O dirigente acrescenta que a feira sobrepõe-se ao aspecto comercial, agregando questões educativas e servindo de vitrine para novas tecnologias.
Para esta Expointer, já está confirmada a presença do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi; entretanto, ainda se aguarda a resposta do presidente Michel Temer. A feira terá 3.207 animais de argola, de 88 raças, inscritos nas competições. Excluindo pássaros e aves, impossibilitados de participar devido à gripe aviária, o número se manteve estável em relação a 2016. No ano passado, a comercialização de animais totalizou R$ 11,77 milhões.
A 19ª Feira da Agricultura Familiar, que acontecerá durante o evento, vai contar com 201 empreendimentos dispostos em 198 espaços e mais quatro cozinhas. Serão 145 agroindústrias familiares, 47 artesanatos rurais, plantas e flores. Ao todo, a mostra envolve 1,34 mil famílias de 131 municípios gaúchos. A feira terá também seis expositores de Minas Gerais. Em 2016, o Pavilhão da Agricultura Familiar superou os R$ 2 milhões em vendas.
A programação conta com mais de 280 atrações simultâneas, entre exposições, palestras técnicas, shows, além dos julgamentos e leilões de animais. O Parque Assis Brasil, em Esteio, onde será realizada a Expointer, tem 45,3 mil metros quadrados de pavilhões cobertos, 70 mil metros quadrados de área de exposição, nove espaços para leilões, auditórios e 19 locais para julgamentos. A estrutura conta também com 10 mil vagas de estacionamento, postos médicos, restaurantes, agências bancárias e internet.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia