Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 10 de agosto de 2017. Atualizado às 19h18.

Jornal do Comércio


Alterada em 10/08 às 19h18min
COMENTAR | CORRIGIR

A evolução do Tupperware

Tupperware vai usar resina desenvolvida pela Braskem

Tupperware vai usar resina desenvolvida pela Braskem


TUPPERWARE/DIVULGAÇÃO/JC
Quem transita minimamente por uma cozinha já ouviu falar na marca de Tupperware, cuja linha de produtos de plástico inclui jarras de água, potes para guardar alimentos e até utensílios para preparar sushi. Pois a Braskem desenvolveu uma resina plástica ecoeficiente que será usada globalmente pela empresa. O polímero RP340R foi criado para atender às necessidades da Dart, fabricante de Tupperware no Brasil.
A empresa aprovou a resina em testes realizados no Centro de Tecnologia da Tupperware, na Bélgica, o que permitiu a sua homologação no Brasil e também na Europa. “Com essa aprovação, vamos poder comercializar a resina para todas as unidades da Tupperware no mundo”, comemora o gerente de Contas da Braskem, Jefferson Bravo. O uso da resina Maxio foi aplicado a aproximadamente 80% da linha de produtos da Dart.
Quando a história da Tupperware começou, nos anos 1940, o engenheiro e inventor Earl Tupper já havia surpreendido o mercado ao decidir usar polímeros caros em substituição aos plásticos baratos. O seu objetivo era encontrar uma maneira de desenvolver um produto que fosse leve, flexível e inquebrável para o uso na cozinha.
Agora com essa resina desenvolvida pela Braskem, a empresa terá ganhos também ambientais, na medida em que proporciona redução do consumo de energia, maior produtividade e redução de peso do produto final.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia

Patricia Knebel

Ecossistemas de inovação, tendências globais para os negócios, marketing digital, as tecnologias que são os pilares da transformação digital (como mobilidade, Internet das Coisas e Big Data) e todas as novidades que impactam o comportamento dos consumidores e o futuro das empresas e das cidades estão na coluna Mercado Digital. Estou feliz por você estar aqui.