Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 08 de agosto de 2017. Atualizado às 11h19.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Carlos Pires de Miranda

De Olho na tevê

Notícia da edição impressa de 08/08/2017. Alterada em 07/08 às 21h36min

O Inter do tamanho do Inter

Foram três jogos, exatamente como deveriam ter sido os demais 16 do Inter no primeiro turno: uma equipe organizada, conquistando pontos, a caminho da Série A. O trabalho de Guto Ferreira começa a aparecer, inclusive recuperando jogadores que iam ficando esquecidos, ou lembrados com vaias a cada vez que apareciam. Certamente haverá algum empate ou derrota aqui ou ali, mas o final do ano irá confirmar o que se espera de um clube dessa grandeza: jamais sair do G-4, ganhar o consolador título de campeão da Série B e retomar seu lugar entre os maiores.
O Grêmio pode escolher
Um time sob medida para cada ocasião, como ternos cortados por renomado alfaiate. Se surgem os reservas do Atlético-MG, prepara lá um misto, capaz de assegurar uma vitória sossegada como a de domingo. Se surge o Godoy Cruz, reforça um pouco mais, que o jogo é eliminatório e o empate é o mínimo necessário, embora uma goleada se torne previsível. E segue o baile tricolor, privilegiando as disputas com mata-mata, uma especialidade do clube, em detrimento de um Brasileirão que parece já ter dono. A estratégia de Renato tem sido perfeita, pelo menos até agora.
Por que não sempre?
Aquela malta que gosta de promover desordens em estádios é uma grotesca minoria, que normalmente ganha muito espaço na mídia. Exemplar o que se viu nos dois últimos jogos do Fluminense: sábado, os aplausos dos 27 mil tricolores presentes no Maracanã levaram o técnico Abel Braga às lágrimas. Quarta-feira, lá em Recife, a torcida do Sport comoveu não apenas o técnico, vítima de uma tragédia familiar, como quase todo mundo que assistiu. Abelão merece esse apoio, é certo, mas deve-se ressaltar esse lado solidário, humano, que a massa torcedora pode ter.
Todos contra o Timão
A longa invencibilidade e o futebol revolucionário criado por Fábio Carille impressionam. O time que ele inventou, com o comparativamente (Palmeiras, Flamengo...) enxuto elenco que lhe concederam, foi capaz de amealhar 47 pontos em 19 jogos. No mais recente, sábado, contra o Sport, mesmo com a total dedicação de seus jogadores à marcação, em 94 minutos o time cometeu somente duas faltas e venceu com autoridade. Só não dá para cravar campeão porque ficará 13 dias sem jogar e Tite ainda deverá convocar pelo menos três nomes de um grupo já desfalcado pelas lesões. Vai abalar.
Pitacos
Foi um fim de semana de luxo. Além da dupla Grenal, Ju e Brasil venceram - um voltou ao G-4, o outro respirou e agora é o 13º. Sigo sonhando com quatro gaúchos na Série A em 2018. *** Primeira Liga: o fim se aproxima, como aqui prognostiquei no dia 8 de fevereiro. Dia 30 jogam Inter e Atlético-MG, Grêmio e Cruzeiro. Os times devem ser do sub-20, com mais gente no campo do que nas arquibancadas. *** A Chape levou a surra que lhe competia frente ao Barcelona. E agora, sua sábia diretoria irá demitir mais um treinador?
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Dorian R. Bueno 08/08/2017 10h06min
SÉRIE A E B, CURTO E GROSSO !!!nVou resumir em poucas palavras tudo que aconteceu entre a Série A e B no futebol do Brasil. Evidente que os melhores times para mim, foram os que chegaram à frente e conseguiram ficar dentro do G4. Pelo o que apresentaram até o momento, não tem como negar que o líder de todos em 1º lugar disparado é o Corinthians, depois em 2º América MG, depois em 3º Grêmio, e para passar a régua em 4º o Internacional. O resto dos times são todos terceiros, quartos, etc. Que venha o segundo turno das competições para fazer um novo tira teima entre todos novamente, e saber lá no final do ano, que conseguiu atingir seus objetivos jogando futebol em 2017 para levantar aquela tão sonhada TAÇA, ou acesso para a Série A. Abs. Dorian Bueno, Google + Plus, POA, 08.08.2017n