Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 10 de agosto de 2017. Atualizado às 23h57.

Jornal do Comércio

Automotor

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado

Notícia da edição impressa de 11/08/2017. Alterada em 10/08 às 20h17min

Mercedes-Benz deixa o conceito crossover de lado com o GLA

Encostos de cabeça vazados facilitam visão traseira em manobras

Encostos de cabeça vazados facilitam visão traseira em manobras


Fotos MALAGRINE ESTÚDIO/DIVULGAÇÃO/JC
A evolução visual do SUV resulta em uma presença mais marcante, fruto de uma linguagem estética mais agressiva. A família é composta, no Brasil, por cinco versões: GLA 200 ff Style, GLA 200 ff Advance, GLA 200 ff Enduro, GLA 250 Sport e Mercedes-AMG GLA 45 4Matic - apenas a top de linha é importada, as demais são fabricadas no Brasil.
Os modelos 200 possuem motor 1.6 litro turbo flex de 156 cv de potência, enquanto a configuração 250 Sport usa um 2.0 turbo a gasolina de 211 cv. Todas contam com câmbio de dupla embreagem e sete marchas. Opção de alta performance, o GLA 45 4Matic tem propulsor 2.0 turbo a gasolina de 381 cv associado a uma transmissão Speedshift DCT de sete velocidades.
As alterações no estilo do veículo envolvem a nova grade do radiador, na qual se destacam as aberturas retangulares ao longo das duas barras horizontais. O para-choque dianteiro, com suas largas aberturas de ventilação e um aplique central na parte inferior, também foi reformulado.
Os faróis bi-xenônio cederam lugar a faróis de LED redesenhados a partir do GLA Advance. Na traseira, o SUV apresenta para-choque com vincos mais fundos e o reforço de lanternas com a tecnologia Stardust, derivada do Mercedes-Benz Classe E, cujo desenho mais reto acentua a percepção de largura do veículo.
No interior do GLA, há novas cores e acabamentos dos bancos para as versões com motorização 200, assim como painéis de controle cromados. Os anéis das aberturas de ventilação também foram realçados.
O SUV tem suspensão dianteira McPherson e traseira com braços múltiplos: três de controle e um de arrasto por roda permitem que as movimentações longitudinal e lateral ocorram independentemente. Adotando uma configuração off road da suspensão, já presente nos modelos 200, a versão 250 Sport ficou 30 milímetros mais alta, o que, além de também contribuir para a imponência, aumenta a capacidade de circulação em terrenos irregulares e melhora a visibilidade para o condutor.
O Mercedes-Benz GLA vem com muitos dispositivos eletrônicos. Ao lado do programa de estabilidade com assistência dinâmica para curvas (otimiza o contorno por meio de leves frenagens nas rodas que acompanham o lado interno da curva), surgem a função que detecta sinais de sonolência do motorista, as luzes de freio adaptativas (piscam alternadamente para avisar aos condutores que vêm atrás), controle de tração, a imobilização do veículo em paradas temporárias (como nos semáforos, eliminando a necessidade de se manter o pé no pedal do freio) e o pré-carregamento dos freios (que prepara o sistema para frenagens extremas e seca automaticamente os discos em caso de chuva).
A partir da versão Advance, há o assistente ativo de estacionamento para vagas paralelas ou perpendiculares. O Mercedes-Benz GLA sai de fábrica com sete air bags - dianteiros, laterais e de janela para motorista e passageiro, mais um de joelho para o condutor.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia