Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 16 de julho de 2017. Atualizado às 22h42.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

partidos

Notícia da edição impressa de 17/07/2017. Alterada em 16/07 às 21h12min

Eleição de 2018 sem petista é fraude, diz Luiz Marinho

O presidente do diretório paulista do PT, Luiz Marinho, afirmou, neste fim de semana, na posse da direção local do partido em Diadema (SP), que, se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não concorrer à eleição presidencial em 2018, o pleito será uma fraude eleitoral. "Processo eleitoral no ano que vem sem Lula candidato não é eleição democrática, é fraude eleitoral", disse. Lula também participou do evento.
Marinho pediu que a militância lote as manifestações contrárias à condenação de Lula pelo juiz federal Sérgio Moro. "Precisamos fazer a nossa parte. A juventude poderia fazer umas pichações, como antigamente", sugeriu. "A indignação contra essa sentença tem de estar nas ruas. O povo que pode condenar ou não, eleger ou não uma liderança política", completou.
O presidente estadual do PT ainda convocou para uma manifestação na próxima quinta-feira, na avenida Paulista, com concentração às 17h. "A manifestação é em defesa da democracia, eleição sem Lula é fraude, eleição direta, fora Temer e contra o desmonte da legislação trabalhista e da Previdência."
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia