Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 13 de julho de 2017. Atualizado às 23h12.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Peru

Notícia da edição impressa de 14/07/2017. Alterada em 13/07 às 20h49min

Justiça volta a negar pedido de libertação de Alberto Fujimori

A Justiça do Peru voltou a rejeitar ontem a libertação de Alberto Fujimori, por razões humanitárias e de saúde. O ex-presidente, que está com 78 anos, governou o país entre 1990 e 2000, e cumpre desde 2009 pena de 25 anos de prisão por corrupção e crimes de lesa humanidade.
Autores da ação, os filhos de Fujimori, a ex-presidenciável Keiko e o deputado Kenji, pediram a soltura do pai, que sofre de um câncer na garganta. Durante a acirrada campanha presidencial de 2016, em que Pedro Pablo Kuczynski (PPK) derrotou Keiko por uma diferença de quase 50 mil votos, o indulto a Fujimori foi tema de debate.
Por conta do apoio que recebeu da esquerda e de antifujimoristas para vencer Keiko, PPK havia prometido que deixaria o assunto nas mãos da Justiça e não indultaria Fujimori. Porém, na semana passada, o hoje presidente sugeriu ter mudado de posição, dizendo que havia chegado o momento de "avaliar um possível perdão".
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia