Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 13 de julho de 2017. Atualizado às 00h06.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Congo

Notícia da edição impressa de 13/07/2017. Alterada em 12/07 às 21h01min

ONU descobre 38 prováveis valas comuns

A Organização das Nações Unidas (ONU) anunciou ontem a descoberta de 38 prováveis valas comuns na região de Kasai, no Congo, onde um conflito entre milícias já deixou milhares de mortos desde agosto de 2016.
Conforme um porta-voz da missão de paz da ONU no Congo, as valas foram identificadas em seis locais. O governo atribui as covas à milícia Kamuina Nsapu, que atua para retirar forças militares da região. Em março, no entanto, fontes da Reuters afirmaram terem visto caminhões do Exército despejando corpos nas covas.
Mais de 3.300 pessoas foram mortas e 1,4 milhão forçadas a fugir do país desde que o presidente Joseph Kabila sinalizou que se recusaria a deixar o cargo no fim de seu mandato, em dezembro de 2016. A ONU tem alertado sobre o uso excessivo da força por tropas congolesas, o que o governo nega.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia