Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 17 de julho de 2017. Atualizado às 10h07.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 17/07 às 10h11min

Em busca de tendência, dólar ensaia viés de alta após oscilar

O dólar está volátil na manhã desta segunda-feira (17), em busca de uma tendência para o dia, que tem agenda econômica mais fraca nesta véspera do início do recesso do Congresso Nacional, disse Cleber Alessie Machado Neto, operador da corretora H.Commcor. O recesso começa na terça-feira (18) e termina em 31 de julho.
Às 9h50min desta segunda, a moeda americana exibia ligeira alta no mercado doméstico, aos R$ 3,1872 (+0,07%), na máxima, após recuar à mínima de R$ 3,1792 (-0,18%) no mercado à vista. No mercado futuro, o dólar para agosto estava na máxima, aos R$ 3,1960 (+0,20%), ante mínima aos R$ 3,1855 (-0,12%).
No exterior, um discreto enfraquecimento da moeda norte-americana foi registrado mais cedo, após a divulgação do índice de atividade industrial de Nova Iorque abaixo do esperado.
No Relatório Focus, a projeção para a cotação da moeda americana no fim de 2017 cedeu de R$ 3,35 para R$ 3,30. Há um mês, estava em R$ 3,30. O câmbio médio de 2017 foi de R$ 3,26 para R$ 3,24. No caso de 2018, a projeção para o câmbio no fim do ano seguiu em R$ 3,45, enquanto a estimativa para o câmbio médio no próximo ano foi de R$ 3,40 para 3,39.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia