Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 14 de julho de 2017. Atualizado às 18h47.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

negócios corporativos

Alterada em 14/07 às 18h48min

Cemig: RME e Lepsa, do bloco de controle da Light, decidem vender participações

A Rio Minas Energia Participações (RME) e a Luce Empreendimentos e Participações (Lepsa), que fazem parte do bloco de controle da Light juntamente com a Cemig, resolveram iniciar o processo de venda de suas participações na companhia. Assim, todo o bloco de controle da Light, que tem 52,12% do capital da empresa, resolve vender sua fatia.
Na última segunda-feira (10), o diretor de Finanças e Relações com Investidores da estatal mineira, Adézio de Almeida Lima, afirmou que já havia contato com 14 potenciais compradores para a sua participação na Light, dos quais 12 sinalizaram interesse pelo ativo, disse. Segundo ele, dentre os dois investidores restantes, um indicou que estudaria a operação e apenas um afirmou que, neste momento, a Light não seria foco da empresa.
A Cemig possui 43% do capital social da Light, e na atualização de seu plano de desinvestimentos, divulgado na última sexta, informou que o valor de mercado da Light estava em pouco mais de R$ 2 bilhões.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia