Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 16 de julho de 2017. Atualizado às 22h42.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Agronegócios

Notícia da edição impressa de 17/07/2017. Alterada em 16/07 às 18h01min

Feira Agrorrural de Gravataí deve movimentar R$ 5 milhões

Gravataí espera que a 5ª Feira Agrorrural (Fearg) movimente ao menos R$ 5 milhões entre comércio de produtos locais, maquinário agrícola e demais atrações. No ano passado, de acordo com o prefeito Marco Alba (PMDB), a expectativa era de movimentar cerca de R$ 1 milhão, mas, ao final do evento, foram contabilizados em torno de R$ 3 milhões. O evento é organizado pela prefeitura local e acontece entre os dias 27 e 30 de agosto em área de 10 mil m2 no distrito de Morungava, que tem tradição rural.
O destaque deste ano, porém, fica a cargo da assinatura do termo de cooperação entre a Emater-RS e a prefeitura para a consolidação de um Plano de Desenvolvimento Rural para o município - que acontecerá durante a abertura oficial do evento, no dia 29 de agosto, às 19h, com a presença do secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do Ministério Social, Caio Rocha. Alba explica que, a partir disso, serão realizadas pesquisas de solo e clima na cidade, a fim de determinar quais produtos seriam mais adequados para a produção da região.
Apesar da instabilidade econômica, os 50 espaços de exposição da feira estão comercializados. Alba acredita que o evento possa, inclusive, tirar um pouco o foco do momento difícil vivido por todos os setores. "Às vezes, com tanta desesperança, qualquer evento que reúna empreendedores, investidores e agricultores é um gesto de motivação", argumenta. Na feira, serão comercializados produtos ligados à agricultura familiar, a tecnologias e a maquinários agrícolas - especialmente ligados à produção leiteira e de hortifrutigranjeiros.
Atualmente, Gravataí é a quinta maior economia do Estado e tem, majoritariamente, vocação industrial. Mesmo assim, 65% da área física da cidade apresenta características rurais, e boa parte da população sobrevive através da agricultura familiar. O objetivo da feira é justamente incentivar os produtores locais e conectar o setor para o seu desenvolvimento. A feira também terá exposição de animais, workshops e atrações artísticas, como o Guri de Uruguaiana, Os Federais, Baile do Finna e Tchê Chaleira.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia