Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 11 de julho de 2017. Atualizado às 18h43.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Balanços

Alterada em 12/07 às 10h53min

Vendas líquidas do Grupo Pão de Açúcar crescem 9% no 2º tri, para R$ 10,7 bilhões

As vendas líquidas das operações de varejo de alimentos do Grupo Pão de Açúcar, que incluem Extra, Pão de Açúcar e Assaí, cresceram 9% no segundo trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2016, para R$ 10,7 bilhões, de acordo com dados divulgados na manhã desta quarta-feira (12).
Segundo a companhia, o resultado reflete um crescimento "consistente" do Assaí, com o aumento do volume neutralizando o efeito da queda da inflação; a aceleração da bandeira Extra, com destaque para o hiper; e o ganho de market share nos segmentos multivarejo e Assaí.
As vendas no critério mesmas lojas, que consideram apenas unidades abertas há mais de um ano, cresceram 5,4% no varejo alimentar no segundo trimestre de 2017 ante igual período de 2016.
As vendas totais do Assaí tiveram alta de 29,2% no período, atingindo R$ 4,273 bilhões, enquanto as vendas totais multivarejo caíram 1,5% no período, para R$ 6,390 bilhões.
Em multivarejo, considerando o critério mesmas lojas, o crescimento da receita líquida foi de 1,2% no trimestre. Já no semestre, a receita líquida totalizou R$ 12,9 bilhões com crescimento mesmas lojas de 1,6%. No conceito total lojas, o desempenho foi negativamente afetado pelos fechamentos de lojas que serão convertidas em Assaí, e também pela tendência acelerada de queda da inflação das categorias de alimentos, que no mês de junho chegou a apresentar deflação, de acordo com a empresa.
No Assaí, no conceito mesmas lojas o formato acelerou o crescimento para 13,5%, com forte expansão do fluxo de clientes e aumento dos volumes no trimestre, anulando o efeito de uma menor inflação de alimentos. No semestre a receita líquida totalizou R$ 8,3 bilhões, com crescimento de 29,0%.
O Assaí já representa 40,1% da receita líquida do GPA Alimentar em comparação a 34,4% no ano anterior. De acordo com a empresa, o formato continuou ganhando market share, cerca de 4 p.p. em relação ao ano anterior, num segmento de mercado em expansão.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia