Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 16 de julho de 2017. Atualizado às 22h42.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Notícia da edição impressa de 17/07/2017. Alterada em 16/07 às 17h48min

A plantação de moranguinhos...

LUIZ CHAVES/PALÁCIO PIRATINI/JC
Isso sim é ressocialização: das estufas da Colônia Penal Agrícola de Charqueadas devem sair até quatro toneladas de morangos sem conservantes. Quem cuida dos morangos são cerca de 30 presos assistidos por técnicos da Emater e sem custo para o Estado. Na sexta-feira, o governador José Ivo Sartori (PMDB) visitou os resultados do projeto Estufa I, criado no ano passado pela Ouvidoria da Secretaria do Desenvolvimento.

...com redução de criminalidade

Na sexta-feira, o governador José Ivo Sartori visitou as estufas e se disse "muito feliz". Referia-se à juíza Valéria Wilhelm, da Vara de Execuções Criminais, responsável pela fiscalização do presídio. "Desde que o trabalho começou, as tentativas de fuga caíram pela metade, disse a magistrada. "E dos que passaram pelo projeto, nenhum voltou a cometer crimes." Feliz em dobro, Sartori pediu o maior moranguinho que viu.

Normalidade à brasileira

Leitor lamenta a turbulência política que parece não ter fim, orando por um dia "normal" no Brasil. Primeiro, a turbulência não terá fim. O País só consegue viver tempos relativamente tranquilos em curtos espaços de tempo. Portanto, o que ele pede é impossível. Vivemos exatamente tempos de "normalidade". É o que a Casa oferece.

Eficiência nos trilhos

A revista niponica, distribuída pelo Consulado do Japão em Porto Alegre, traz, no seu último número, reportagem sobre o sistema ferroviário do país. Só da estação de Tóquio embarcam ou desembarcam 500 mil passageiros por dia. O trem Hayabusa, o mais rápido do sistema, chega a 320 km/h. Com sorte, a velocidade média dos nossos não deve ser muito superior a um décimo do Hayabusa.

Adeus progressivo

Durou pouco o alívio. Um mês depois de o presidente Michel Temer (PMDB) vetar a MP que reduzia a Floresta Nacional de Jamanxim, no Pará, o governo voltou atrás e enviou ao Congresso Nacional, na quinta-feira passada, um projeto de lei propondo a diminuição da floresta. Lenta e inexoravelmente, a Região Amazônica vai ficando careca. Azar o nosso.

Equívocos legislativos

Algumas leis que se criam para equalizar gêneros acabam dando efeito contrário. É o caso do projeto que proíbe cobrança diferenciada entre homens e mulheres nos bares, restaurantes e casas noturnas da Capital. Se a casa cobra, digamos,
R$ 10,00 para homens e metade deste valor para mulheres vai arredondar tudo para R$ 10,00. Tiro no pé. Dos outros.

Alvo gaúcho

O Grupo Positivo quer ampliar sua operação no Sul e está de olho em empreendimentos educacionais no Rio Grande do Sul. Já selecionou algumas escolas, mas quer mais e não descarta a construção de novas unidades, segundo o vice-presidente Lucas Guimarães. Bala na agulha tem. Em 2016, o Positivo teve receita líquida de R$ 974,5 milhões. Entre Ensino Fundamental, Médio e universidades, são mais de 40 mil alunos.

O poeta errado


JOSÉ CESTARI/DIVULGAÇÃO/JC
"Ó! Que saudades que eu tenho/ Da aurora da minha vida", início do poema "Meus oito anos", de Casimiro de Abreu. A placa indicativa de rua em Porto Alegre é obviamente uma homenagem ao autor, só que não. A placa é para um certo Casemiro. Quem flagrou o erro foi o taxista e palestrante José Cestari.
 

Miúdas

  • BAILE de Aniversário (150 anos) da longeva Sogipa será dia 12 de agosto, com show de Paula Toller.
  • ENFIM o inverno voltou. Estava esquecido na seção dos perdidos & achados.
  • ENÓFILOS descobriram um vinho tinto de Toscana chamado Moro. Para alguns, desce redondo; para outros, quadrado.
  • CASE Hub da Saúde será o tema do Menu Porto Alegre amanhã/12h/Associação Comercial de Porto Alegre.
  • RIO Grande Energia (RGE) alerta seus clientes para a atuação de golpistas que cobram supostas dívidas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia