Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 18 de junho de 2017. Atualizado às 22h18.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

partidos

Notícia da edição impressa de 19/06/2017. Alterada em 18/06 às 20h58min

Ala jovem tucana deve apoiar denúncia contra Michel Temer

hApesar da decisão da cúpula do PSDB de manter o apoio a Michel Temer (PMDB), o grupo de deputados federais que foi derrotado na tentativa de aprovar o desembarque imediato vai votar a favor da denúncia que a Procuradoria-Geral da República deve apresentar nos próximos dias contra o presidente.
Chamados de "cabeças pretas" por terem em sua maioria menos de 40 anos, os cerca de 15 deputados - de uma bancada de 46 - têm o apoio de alguns colegas mais velhos e contam com a inclinação do líder da bancada, Ricardo Tripoli (SP), e do presidente do partido, Tasso Jereissati (CE), de não exigirem posição pró-Temer.
Pela Constituição, uma denúncia criminal contra o presidente só pode prosperar mediante o voto de pelo menos 342 dos 513 deputados. Caso haja esse apoio e o Supremo abra o processo, Temer é afastado do cargo.
Um dos líderes do grupo é Daniel Coelho (PE), 38, que despontou como uma das apostas da nova geração tucana ao superar, de forma surpreendente, o PT e chegar em segundo lugar na disputa à prefeitura do Recife, em 2012. Outros expoentes são Betinho Gomes (PE), 42, que integra a Comissão de Constituição e Justiça; Mariana Carvalho (RO), 30, segunda-secretária da Câmara; e Carlos Sampaio (SP), 54, um dos mais experientes.
Dos sete titulares do PSDB na CCJ, pelo menos Betinho Gomes e Fabio Sousa (GO), 34, são abertamente favoráveis ao desembarque do PSDB do governo. "Enquanto eles (governo) estão pensando em crise, nós estamos pensando num projeto pro País", diz Sousa.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia