Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 01 de junho de 2017. Atualizado às 19h45.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

inter

Alterada em 01/06 às 19h47min

No Inter, Guto Ferreira rebate críticas por abandonar o Bahia; 'Ética para quem?'

Guto Ferreira durante a sua entrevista coletiva no Beira-Rio

Guto Ferreira durante a sua entrevista coletiva no Beira-Rio


RICARDO DUARTE/DIVULGAÇÃO/INTER/JC
Em entrevista coletiva na sua apresentação oficial no Internacional, em Porto Alegre, nesta quinta-feira (1), o treinador Guto Ferreira rebateu críticas por ter deixado o Bahia com o trabalho em andamento, após conquistar recentemente a Copa do Nordeste - em final contra o Sport - e iniciar o Campeonato Brasileiro com uma goleada de 6 a 2 no Atlético Paranaense.
O treinador - que já trocou a Chapecoense pelo Bahia, também deixando a equipe catarinense durante a temporada - negou que a sua decisão de aceitar a proposta do clube colorado tenha sido antiética. Guto Ferreira citou a instabilidade da profissão como justificativa e classificou as críticas que sofreu a alguns setores da imprensa.
"Não fiz nada de errado, nem o Inter, na medida que tudo que estava em contrato foi honrado. Ética para quem? Para quem questiona aí do lado? Quem vai pagar as minhas contas? É muito fácil pegar o microfone e tecer comentários, mas se colocar na condição de (alguém). Sem dizer que é uma situação que eu estava buscando há muito tempo. Eu não estou vindo aqui pelo dinheiro. Estou vindo aqui pela oportunidade de dirigir um gigante".
Guto Ferreira elegeu a ligação emocional que tem com a equipe porto-alegrense como decisiva para aceitar o desafio de levar o Internacional de volta à elite do futebol brasileiro. O treinador relembrou passagens pelo clube no final dos anos 1990 e início dos anos 2000 e declarou amor ao time colorado.
"Total (ligação com o Internacional). Tanto é que em dezembro tive proposta de outro grande clube e não fui. Mas não consegui dizer não para o Inter. A relação (com o Internacional) foi muito longa, muito profunda. Hoje, dentro da minha casa, tenho dois filhos colorados, nascidos em Porto Alegre, embora seja paulista, a esposa seja paulista. Porto Alegre influenciou muito na minha carreira. É motivo de muito orgulho pra mim estar sendo convidado pelo Inter reconduzir o clube de um lugar de onde nunca deveria ter saído", frisou.
O técnico também revelou a linha de trabalho que vai adotar com o elenco, destacando o resgate da tradicional da maneira de atuar do Internacional ao longo dos anos. Guto Ferreira disse que se inspira em Tite, atual treinador da seleção brasileira, para montar as suas equipes.
"Se você acompanha as equipes que dirijo, elas têm por característica a compactação, a marcação agressiva, o jogo de transição rápido e a imposição de jogo. Um cara que influenciou muito aqui dentro do Inter a minha carreira foi o Tite. E a coisa que aprendi com ele foi o controle do jogo. As grandes equipes do Inter tiveram como característica isso, jogar se impondo, controlando o jogo, de forma intensa, com espírito guerreiro. Como foi ontem (contra o Palmeiras, pela Copa do Brasil)", projetou o técnico.
O novo comandante colorado já deverá estar à frente do grupo neste sábado, às 19 horas, no duelo gaúcho diante do Juventude, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, em jogo válido pela quarta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Guto Ferreira deverá realizar apenas um treino com os jogadores antes da partida que valerá a recuperação do Internacional na competição, após dois resultados negativos - um empate (em casa, contra o ABC) e uma derrota (em Belém, contra o Paysandu).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia