Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 05 de julho de 2017. Atualizado às 15h08.

Jornal do Comércio

Cooperativismo 2017

COMENTAR | CORRIGIR

CRÉDITO

Notícia da edição impressa de 30/06/2017. Alterada em 05/07 às 15h09min

Sicoob conta com primeira agência em Porto Alegre

Desafio de estar presente em um grande centro urbano é destacada por Villares

Desafio de estar presente em um grande centro urbano é destacada por Villares


SICOOB/DIVULGAÇÃO/JC
O Sicoob, maior sistema de cooperativas financeiras do Brasil, com cerca de 3,7 milhões de cooperados espalhados por diversos estados, registrou um crescimento de 32,5% em relação ao ano de 2015, totalizando R$ 76,3 bilhões em ativos em todo território nacional. O patrimônio líquido alcançou R$ 16,4 bilhões, incremento de 18,2%, e a cooperativa está cada vez mais presente no cotidiano dos gaúchos, com agências em 21 cidades, gerando 140 empregos diretos, e com expectativa de crescer ainda mais, apostando na proximidade com Santa Catarina, onde o Sicoob está presente em 84% dos municípios.
Em janeiro de 2017, o Sicoob inaugurou sua primeira agência em Porto Alegre, através sistema Sicoob Justiça, o que mostra a intenção de se tornar presença marcante na capital do Estado. "Sabemos da importância e do desafio que é levar o cooperativismo financeiro a um grande centro urbano, onde há um espaço enorme para conscientizar a população sobre as vantagens de trabalhar com cooperativas de crédito, que oferecem todos produtos e serviços bancários. Porto Alegre é referência para todo o país", explica o presidente Henrique Villares.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia