Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 30 de junho de 2017. Atualizado às 13h49.

Jornal do Comércio

Cooperativismo 2017

COMENTAR | CORRIGIR

CAMPANHA

Notícia da edição impressa de 30/06/2017. Alterada em 30/06 às 13h52min

Dia C promoverá a solidariedade neste sábado no Largo Glênio Peres

Ações solidárias levarão diversão e serviços gratuitos à população

Ações solidárias levarão diversão e serviços gratuitos à população


ITAWI ALBUQUER/DIVULGAÇÃO/JC
Além de promover qualidade de vida aos seus associados, cooperativas de todo o Brasil realizam, pelo terceiro ano consecutivo, mais uma edição do Dia C, data totalmente dedicada à solidariedade e que leva diversos serviços gratuitos à população, além de shows. Neste ano, o dia será comemorado em 1 de julho, movimentando mais de 150 municípios gaúchos, número maior do que o registrado em 2016, quando foram contabilizadas 93 cidades participantes, com mais de 6 mil voluntários.
Tendo como lema "Atitudes simples movem o mundo", esta edição do Dia C estimula as cooperativas a desenvolver projetos socioambientais, contribuindo com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ONU). Segundo o presidente do Sistema Ocergs-Sescoop/RS, Vergílio Perius, o cooperativismo pratica o bem em todos os 365 dias do ano, atuando com responsabilidade social e distribuindo riqueza para a comunidade. Porém é necessário um dia para se dedicar àquelas pessoas que não estão inseridas no setor, mas também necessitam de ajuda e "precisam de autoestima para seguir em frente". "São atrações para a alma das pessoas, para que tenham ânimo para viver a vida de forma diferente. E o cooperativismo traz essa proposta de mudança na sociedade", explica Perius.
Em Porto Alegre, a expectativa é reunir 30 mil pessoas no Largo Glênio Peres para celebrar o cooperativismo e, principalmente, a solidariedade. "Há um interesse cada vez maior dos colaboradores em participar do Dia C", afirma o presidente. Estão confirmados shows do menino Thomas, de Estância Velha que brilhou no programa The Voice Kids; e de artistas como MC Jean Paul, Pedro Ortaça, Rafael Malenotti, Grupo Zueira e a dupla Lucas e Felipe. Entre as atividades oferecidas também estão incluídos distribuição de cachecóis e acesso a serviços gratuitos.

Serviços oferecidos no Dia C em Porto Alegre

  • Corte de cabelo, maquiagem, manicure
  • Escola do Chimarrão
  • Emissão de documentos
  • Orientações sobre alimentação e voluntariado
  • Oficinas Sustentáveis
  • Pinhão, pipoca e quentão
  • Medição de pressão arterial 
  • A Turminha da Reciclagem
  • Oficinas Lúdicas e de artesanato
  • Campanha de incentivo à doação de órgãos
  • Massagem relaxante
  • Prevenção de Câncer Bucal
  • Hortas Urbanas
  • Orientação Financeira
  • Brinquedos infantis
  • Orientações sobre o Código de Defesa do Consumidor

Mais de 1 milhão de brasileiros foram beneficiados pelas ações realizadas na data solidária em 2016

Se, no ano passado, o Dia C mobilizou mais de 86 mil voluntários de 1.278 cooperativas de todo o País, beneficiando mais de 1,1 milhão de pessoas com a prestação de serviços, a expectativa para 2017 é de que as atividades oferecidas no dia 1 de julho movimentem ainda mais cidades.
Segundo o presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Márcio Lopes de Freitas, é necessário o desenvolvimento de projetos contínuos, que possam gerar benefícios constantes para as comunidades onde as cooperativas estão inseridas, e o Dia C visa a isso. "O setor cooperativista é um importante multiplicador da mensagem de que precisamos sempre manter um olhar voltado para a sustentabilidade. Tendo isso em mente, os projetos realizados no Dia C fazem parte do legado que as cooperativas querem deixar para as gerações futuras: um mundo mais justo e com menos desigualdades. A ideia é que iniciativas como as do Dia C demonstrem, na prática, o papel desempenhado pelas cooperativas como agentes de transformação", ressalta Freitas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia