Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 18 de maio de 2017. Atualizado às 23h08.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

operação lava jato

Notícia da edição impressa de 19/05/2017. Alterada em 18/05 às 21h28min

Temer é citado mais de 1,7 milhão de vezes no Twitter

Só dá Temer na rede social Twitter. Nas últimas 24 horas, mais de 1,7 milhão de postagens contendo o nome do presidente Michel Temer (PMDB) foram feitas na rede social. Seu nome está desde esta quarta-feira nos trending topics (assuntos de maior destaque) no Twitter em todo o mundo. Os ápices das postagens aconteceram em dois momentos: na quarta-feira, por volta de 19h, quando houve a notícia de que o presidente teria dado aval para Joesley Batista, dono da JBS, comprar o silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB), e às 16h desta quinta-feira, quando o presidente fez um pronunciamento em cadeia nacional em que havia a expectativa de que renunciasse. Não foi o que aconteceu.
No Google Trends, que mostra aumento nas buscas para temas no Google, o noticiário político também esteve em alta. Dos 20 primeiros, apenas 2 (Nova Iorque/Times Square e Luciana Gimenez e Mick Jagger) não tinham relação com os escândalos na política brasileira. Temer, Aécio (Neves), (Renan) Calheiros, Senado e STF (Supremo Tribunal Federal) estavam entre as palavras mais pesquisadas.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia