Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 18 de maio de 2017. Atualizado às 15h28.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Operação Lava Jato

Alterada em 18/05 às 15h30min

Deputados do PSDB protocolam pedido de impeachment contra Temer

Deputados do PSDB protocolaram nesta quinta-feira, 18, um pedido de impeachment contra o presidente Michel Temer com base no conteúdo das delações premiadas da JBS. Pelo menos sete deputados do partido, que ainda não anunciou oficialmente a sua saída da base aliada, assinaram o pedido. A ação foi articulada pelo deputado João Gualberto (PSDB-BA).
Esse é o quarto pedido de impeachment protocolado desde ontem, quando veio à tona as revelações de que Temer teria dado aval para que o empresário Joesley Batista comprasse o silêncio de presos na Lava Jato, como Eduardo Cunha.
A ação protocolada pelos tucanos foi articulada pelo deputado João Gualberto (PSDB-BA). Os outros três pedidos foram feitos por parlamentares da Rede e pelo deputado JHC (PSB-AL), que ocupa o cargo de terceiro secretário da Câmara.
Um novo pedido deve ser submetido à Câmara ainda nesta quinta, desta vez assinado em conjunto pelos partidos de oposição como PSOL, PDT, PCdoB, PT e Rede, além de PSB e alguns deputados dissidentes do PTB.
O PSDB deve anunciar em breve a sua saída do governo. Nesta quinta, deputados tucanos se reuniram para analisar a situação do presidente do partido, Aécio Neves (MG), que também é alvo de denúncias. O senador teve o mandato suspenso e deve ser afastado do comando da legenda.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia