Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 10 de maio de 2017. Atualizado às 21h51.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

operação lava jato

Alterada em 10/05 às 21h55min

Lula: não tive conversas com outros diretores da Petrobras (além de Duque)

Em depoimento ao juiz federal Sergio Moro, no âmbito do processo em que é réu e acusado de ter recebido R$ 3,7 milhões de propinas da OAS do caso do triplex do Guarujá, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que não teve conversas com diretores da Petrobras, exceto por uma única vez, em que falou com Renato Duque, ex-diretor de Serviços da estatal.
A conversa com Duque, disse Lula, se deu por "boatos" de que o ex-diretor teria contas no exterior.
"Fiquei puto e pedi ao Vaccari (João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT) que chamasse o Duque para uma conversa", explicou. "Perguntei ao Duque se ele tinha conta no exterior e ele disse que não. Para mim, o assunto acabou aí."
Neste momento, Sergio Moro indagou Lula sobre sua participação em negociações sobre a refinaria de Abreu e Lima, em Pernambuco. O ex-presidente reduziu sua atuação às conversas iniciais e a uma inauguração de terraplanagem.
O ex-presidente lamentou não ter sido convidado para inaugurações na refinaria em 2014. "Adoraria ter ido a Pernambuco para a inauguração de Abreu e Lima."
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia