Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 17 de maio de 2017. Atualizado às 09h48.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

relações internacionais

Alterada em 17/05 às 09h52min

Rússia está disposta a entregar dados sobre reunião de Trump e Lavrov, diz Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, voltou a criticar o escândalo sobre o compartilhamento informações supostamente sigilosas durante uma reunião entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e autoridades russas na semana passada. Ele ainda sugeriu entregar ao Congresso norte-americano as gravações do encontro.
Em coletiva de imprensa, Putin afirmou que "não vê outra explicação" para as proporções tomadas pelo caso além da "esquizofrenia política" em Washington. Essa exploração do "sentimento anti-russo" por parte da classe política norte-americana é "estúpida" ou "perigosa", acrescentou.
O líder russo também afirmou que, se a Casa Branca permitir, seu país poderia compartilhar com Congresso dos EUA a gravação do encontro da semana passada. Em tom jocoso, ele também comentou que iria dar uma reprimenda em seu ministro das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, porque "ele não compartilhou esses segredos conosco".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia