Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 15 de maio de 2017. Atualizado às 23h26.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Europa

Notícia da edição impressa de 16/05/2017. Alterada em 15/05 às 20h43min

Em encontro, Merkel e Macron propõem nova estratégia para UE

Em sua primeira viagem ao exterior como presidente da França, Emmanuel Macron se reuniu ontem em Berlim com a chanceler da Alemanha, Angela Merkel. No encontro, os dois líderes indicaram a possibilidade de revisar os tratados da União Europeia (UE) para revitalizar o bloco regional - a relação com a UE foi um dos temas predominantes da eleição na França, dividindo o eleitorado. "Estou feliz por podermos trabalhar juntos em um plano comum para (reformar) a União Europeia e a zona do euro", declarou Macron em entrevista coletiva conjunta.
Para Macron, que tomou posse no domingo após derrotar nas urnas a candidata eurocética Marine Le Pen, há diversas áreas em que pode haver maior cooperação entre os países da UE, como a política para refugiados e o comércio bilateral.
Merkel afirmou que "do ponto de vista alemão, é possível mudar os tratados se houver necessidade". "Primeiro, devemos trabalhar no que queremos mudar, e caso seja necessário uma mudança de tratado, então estaremos preparados para fazê-lo." Macron também acalmou a Alemanha, que tinha a preocupação de que o líder francês ressuscitasse a proposta de que a UE emitisse títulos de dívida de modo a assumir a responsabilidade por dívidas de países mais fracos da zona do euro.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia