Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 19 de maio de 2017. Atualizado às 15h48.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Conjuntura Internacional

Alterada em 19/05 às 15h50min

PIB da Colômbia avança 1,1% no 1º trimestre na comparação anual

O Produto Interno Bruto (PIB) da Colômbia registrou crescimento de 1,1% no primeiro trimestre, na comparação com igual período do ano passado. Segundo o Departamento Administrativo Nacional de Estatística (DANE), houve no trimestre passado um avanço importante do setor agrícola, mas uma marcada desaceleração na atividade petrolífera. Na comparação com o quarto trimestre do ano passado, o PIB colombiano teve recuo de 0,2%.
O resultado anual marca uma desaceleração, na comparação com o avanço de 1,6% do quarto trimestre de 2016. Na avaliação do analista sênior Andrés Abadía, da Pantheon Macroeconomics, a economia do país foi penalizada pelo efeito defasado do aperto monetário do ano passado e, mais recentemente, por uma elevação no imposto sobre valor agregado. O setor mais atingido, segundo a consultoria, foi o de construção, com queda de 2,6% na comparação com o quarto trimestre do ano passado. "A fraqueza no varejo, mineração e manufatura também contribuíram para o dado cheio fraco, ofuscando o modesto impulso do setor financeiro", afirma Abadía.
A consultoria espera uma melhora apenas "marginal" da economia colombiana, graças ao recuo nas taxas de juros, à inflação mais fraca e à força das exportações (exceto o petróleo). Além disso, prevê que a taxa de juros recue dos 6,5% atuais para 5,25% ao longo deste ano.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia