Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 19 de maio de 2017. Atualizado às 08h11.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 19/05 às 08h15min

Bolsas asiáticas sobem levemente, mas crises dos EUA e do Brasil estão no radar

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em leve alta nesta sexta-feira (19), após acumularem perdas recentes em meio à turbulência política nos EUA.
O índice japonês Nikkei avançou 0,19% em Tóquio, a 19.590,76 pontos, após ficar no vermelho por dois dias, enquanto o Hang Seng subiu 0,15% em Hong Kong, a 25.174,87 pontos, e o sul-coreano Kospi teve ligeiro ganho de 0,07% em Seul, a 2.288,48 pontos.
Nos últimos dias, os mercados da Ásia ficaram pressionados por denúncias envolvendo o presidente dos EUA, Donald Trump, e a Rússia. Os distúrbios políticos reavivaram temores de que Trump terá dificuldades para aprovar reformas importantes no Congresso americano mais adiante.
Ontem, as bolsas de Nova Iorque tiveram um dia de altas moderadas - após sofrerem o maior tombo do ano no pregão anterior -, contribuindo para a melhora do sentimento na região asiática.
Segundo analistas, porém, os investidores continuarão atentos a desdobramentos da crise política em Washington e acompanharão também o recente escândalo envolvendo o presidente brasileiro, Michel Temer, após o tombo do Ibovespa e a forte desvalorização do real ontem.
Na China, o Xangai Composto mostrou alta apenas marginal, de 0,02%, encerrando a sessão a 3.090,63 pontos, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 0,12%, a 1.853,71 pontos. Operações do banco central chinês (PBoC, na sigla em inglês) no mercado aberto hoje acabaram resultando numa redução líquida de recursos financeiros, contrastando com injeções líquidas vistas no começo da semana.
Em outras partes da Ásia, o índice filipino PSEi subiu 0,13% em Manila, a 7.767,62 pontos, mas o Taiex caiu 0,22% no mercado taiwanês, a 9.947,62 pontos.
Já na Oceania, a bolsa australiana voltou a ser influenciada pelo fraco desempenho de grandes bancos do país e o S&P/ASX 200 registrou baixa de 0,2% em Sydney, a 5.727,40 pontos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia