Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 18 de maio de 2017. Atualizado às 00h41.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Conjuntura

Notícia da edição impressa de 18/05/2017. Alterada em 17/05 às 21h55min

Monitor do PIB sobe 1,19% no 1º trimestre em relação ao anterior

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro aumentou 1,19% no primeiro trimestre de 2017 em relação ao último trimestre do ano passado, a primeira taxa positiva após oito trimestres consecutivos negativos, estima o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), por meio do Monitor do PIB. O indicador antecipa a tendência do principal índice da economia a partir das mesmas fontes de dados e metodologia empregadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), responsável pelo cálculo oficial.
Na comparação com o mesmo período de 2016, o PIB recuou 0,2%, mas é a taxa menos negativa desde o trimestre móvel findo em maio de 2014, apontou o Monitor. Na comparação do trimestre com o mesmo período do ano anterior, o PIB tem apresentado recuperação desde janeiro de 2016 quando esta taxa apresentou um recuo de 6%.
Nos dados ajustados sazonalmente, o Monitor sinaliza alta de 0,04% no PIB em março ante fevereiro. Em termos monetários, o PIB do primeiro trimestre, em valores correntes, alcançou a cifra aproximada de R$ 1,625 trilhão.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia