Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 17 de maio de 2017. Atualizado às 09h58.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

17/05/2017 - 10h01min. Alterada em 17/05 às 10h04min

Dólar sobe com exterior, após cair 3,10% nas últimas seis sessões

O dólar tocou pontualmente no campo negativo, mas voltou a operar com viés de alta, registrado também na abertura da sessão, refletindo um movimento de realização, após a moeda norte-americana ter acumulado quedas de 3,10% nas últimas seis sessões.
Os ajustes são induzidos pela aversão ao risco no exterior, onde o dólar avança em relação a divisas emergentes, em meio à desconfiança dos investidores sobre a reforma tributária e conflitos políticos no governo de Donald Trump. Convém ressaltar que o Dollar Index (DXI) recuava 0,25%, para 97,858 pontos por volta das 9h20, influenciando marginalmente também os primeiros negócios cambiais.
Internamente, com agenda fraca, o andamento das reformas no Congresso segue no centro das atenções. O destaque desta quarta-feira é uma reunião do presidente Michel Temer com os presidentes das comissões no Senado para tratar da reforma trabalhista e fechar o calendário de votações. Já o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, participará de um debate do segundo dia da marcha em defesa dos municípios.
Às 9h24 desta quarta, o dólar à vista estava na máxima, aos R$ 3,1066 (+0,31%), enquanto o dólar para junho avançava 0,31%, na máxima aos R$ 3,1170. A mínima à vista foi aos R$ 3,0966 (-0,01%) e a do dólar junho, aos R$ 3,1090 (-0,02%).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia