Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 19 de maio de 2017. Atualizado às 09h11.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Edgar Lisboa

Repórter Brasília

Notícia da edição impressa de 18/05/2017. Alterada em 17/05 às 20h41min

Retomada da BR-285

Em meio a tanta notícia preocupante, uma notícia boa para os gaúchos e catarinenses. O deputado José Stédile (PSB) comemora decisão do governo de retomar os investimentos para a conclusão da rodovia BR-285. Ele afirmou que, por pressão de Santa Catarina, o governo vai rever os cortes e retomar os investimentos, liberando recursos para a BR-285, que começa em São Borja, continua até Uruguaiana, vai até a Argentina e passa por São Luiz Gonzaga, Passo Fundo, Lagoa Vermelha e termina em Vacaria, na BR-116. "A rodovia continuaria no mesmo roteiro até Araranguá." Segundo José Stédile, a parte de Santa Catarina está pronta, só faltam oito quilômetros. A dificuldade é que tem uma ponte, que é cara. É uma obra antiga, e precisa ser feita logo a licitação.
Ponte do Guaíba
Com os cortes do governo federal, as obras tinham saído de pauta, disse José Stédile. "Agora, o governo sinalizou que vai retomar os investimentos no Rio Grande do Sul. Vai voltar atrás nos cortes." O parlamentar esteve no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), onde recebeu a informação de que também serão liberados mais recursos para a BR-116 Porto Alegre-Pelotas e para a ponte sobre o Guaíba.
Alavancar o turismo
Na avaliação de Stédile, isso vai impulsionar o desenvolvimento de Cambará do Sul, que é uma região praticamente deserta ou com pouca população. "Vai alavancar o turismo e proporcionará a valorização da região. Será uma rodovia federal que vai dar uma valorização incrível, porque os caminhões da Argentina que vão para o porto de Imbituba não vão mais precisar ir a Florianópolis."
Polo de logística
Com a retomada da rodovia, afirma Stédile, será proporcionado aos veículos passar por uma região maravilhosa. "Será bom para o turismo do Rio Grande do Sul, para o transporte. Essa nova via vai se tornar um polo de logística. Muitas empresas poderão instalar seus depósitos nesta região. A licitação sai até setembro", acentua.
Novo modelo
Para o presidente da Frente Nacional dos Prefeitos, Jonas Donizete (PSB), prefeito de Campinas, caso não houvesse essa medida do governo parcelando as dívidas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para auxiliar os municípios, a situação, que está ruim, ficaria ainda pior. "E quem sente esses reflexos é a população das cidades." Segundo Donizete, "o Brasil construído de cima para baixo já mostrou que não deu certo. O que a gente quer agora é que seja construído um novo modelo de Estado, em que o município tenha uma força mais relevante, para que as pessoas possam sentir mesmo uma melhoria de qualidade na prestação dos serviços". A Marcha dos Prefeitos termina hoje.
Medida paliativa
O presidente da Frente Nacional de Prefeitos afirma que a medida do governo "não é uma barganha, não é uma troca, mas acredito que existe uma ampla visão na frente sobre isso. Essa medida é paliativa, ela ajuda, mas não resolve. O que resolve? É aquilo que todo brasileiro está esperando, é uma retomada da economia, uma melhora na situação econômica do País; porque daí gira a economia, aquece a atividade econômica, além de com isso abaixar o desemprego, que, no nosso ponto de vista, do gestor local, é o que mais castiga".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Fagner Garcia Vicente 18/05/2017 23h55min
Sobre a 285, uma pequena correção. A rigor, ela parte de Araranguá e termina em São Borja, passando pelos municípios que citaste (e muitos outros mais). Uruguaiana está além de São Borja e é a BR-472 que liga uma cidade a outra.