Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 16 de maio de 2017. Atualizado às 22h45.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Affonso Ritter

Observador

Notícia da edição impressa de 17/05/2017. Alterada em 16/05 às 21h20min

O custo do Poder Judiciário

O Poder Judiciário brasileiro é um dos mais caros do mundo em relação ao PIB do País. Tem o maior número de desembargadores e funcionários por 100 mil habitantes, uma das maiores remunerações básicas dos desembargadores em relação ao PIB per capita, mas também uma das maiores cargas de trabalho (101 mil casos novos e pendentes) e baixa resolutividade dos casos, decorrente de falhas da legislação e de clareza nas decisões, "que leva o juiz a enxugar gelo". Estes e outros números foram apresentados pelo professor da Ufrgs, Luciano Da Ros, na reunião-almoço da Câmara Brasil-Alemanha do RS, presente o vice-presidente do TRT, desembargador João Pedro Silvestrin.
Repasse ao Judiciário
O desembargador Silvestrin não se surpreendeu com os números do professor Da Ros, hoje disponíveis para o grande público. Ele chamou a atenção, entre outras coisas, para a facilidade com que se repassam todos os conflitos ao Judiciário, "e depois se queixam de terem sido mal resolvidos". E, por isso, "quanto mais se trabalha, menos se nota o resultado", lamentou.
Gaúchos na Francal
O estande coletivo gaúcho na próxima Francal, em São Paulo (de 2 a 5 de julho), reunirá 41 fabricantes de calçados, bolsas e acessórios, parceria entre a ACI de Novo Hamburgo, Sebrae-RS e governo do Estado. E contará também com a presença das empresas participantes em estande da prefeitura de NH.
Apoio às cooperativas
A Câmara Municipal de Porto Alegre reinicia, amanhã, na Escoop, com um café da manhã, os trabalhos da Frente Parlamentar de Apoio ao Cooperativismo, criada em 2013 sob a liderança do vereador Márcio Bins Ely, e integrada por 23 vereadores. No município, as cooperativas já podem participar de licitações do poder público, e as habitacionais não pagam ITBI.
Nova revenda Renault
Porto Alegre passou a contar, a partir de ontem, com uma segunda unidade da concessionária Renault DRSUL, além da que funciona há três anos na Cavalhada. É a DRSUL Norte, na avenida Protásio Alves, 4.383, com moderno showroom de veículos e uma estrutura projetada para atendimentos rápidos. Com ela, a DRSUL já tem oito operações Renault no RS.
O aeromóvel de Canoas não para
Tudo indica que o prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busato, encontrou a fórmula para dar andamento às obras de implantação do aeromóvel. Lembrando que ele assumiu a prefeitura sem muito entusiasmo para investir no novo meio de transporte. Os 4,7 quilômetros iniciais continuam sob a responsabilidade da prefeitura, porque há contratos em vigor, e até porque estão sendo financiados pela Caixa Econômica Federal. Já a implantação dos 12 quilômetros restantes deverão ser transferidos à concessionária a ser escolhida para administrar o novo aeromóvel. É possível que a decisão saia ainda nesta semana.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia