Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 15 de maio de 2017. Atualizado às 21h56.

Jornal do Comércio

Jornal da Lei

COMENTAR | CORRIGIR

Direito do Consumidor

Notícia da edição impressa de 16/05/2017. Alterada em 15/05 às 18h25min

Número de queixas contra serviços bancários cresce na Justiça

O setor bancário foi o que mais concentrou queixas de consumidores levadas à Justiça em 2016, de acordo com levantamento produzido pelo Departamento de Pesquisas Judiciárias do Conselho Nacional de Justiça (DPJ/CNJ). As reclamações envolvendo instituições financeiras representaram 39% do total de ações judiciais apresentadas no ano passado no campo do Direito do Consumidor. Entre 2014 e 2016, o número de processos envolvendo bancos aumentou em 10%, o que indica a crescente judicialização de queixas relativas a irregularidades praticadas pelas instituições.
O aumento da judicialização foi precedida, segundo números do Banco Mundial, pelo crescimento da população brasileira bancarizada. Entre 2011 e 2014, o percentual da população adulta, acima de 15 anos, que possuía conta em banco cresceu de 56% para 68%, índice que é superior à média dos demais países da América Latina e Caribe, que possuem 51%, de acordo com dados do banco.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia