Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 17 de maio de 2017. Atualizado às 23h21.

Jornal do Comércio

JC Logística

COMENTAR | CORRIGIR

Aviação

Notícia da edição impressa de 18/05/2017. Alterada em 17/05 às 17h06min

Aeroporto de Florianópolis terá padrão suíço neste ano

Planos da Flughafen Zürich incluem pontes de embarque, mais vagas de estacionamento e oferta de serviços

Planos da Flughafen Zürich incluem pontes de embarque, mais vagas de estacionamento e oferta de serviços


EDUARDO VALENTE/EDUARDO VALENTE/FRAMEPHOTO/FOLHAPRESS/JC
O passageiro que utilizar o aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis (SC), a partir do segundo semestre deste ano terá acesso a um "padrão suíço" de qualidade. A garantia é de Lukas Brosi, diretor executivo da Flughafen Zürich AG, a empresa suíça que pagará R$ 241 milhões ao governo brasileiro para administrar o aeroporto catarinense pelos próximos 30 anos.
Segundo ele, responsável pelos negócios internacionais da empresa, a companhia já trabalha no projeto e está "ansiosa para iniciar as obras. Vamos usar as melhores práticas desenvolvidas na Suíça, preservando os valores locais brasileiros".
O Hercílio Luz foi o aeroporto mais disputado no leilão de 16 de março, no qual também foram oferecidos à iniciativa privada Porto Alegre, Fortaleza e Salvador. A Zürich ofereceu R$ 83 milhões pelo aeroporto de Florianópolis no leilão. A proposta mínima era de R$ 53 milhões. O valor de outorga ficou em R$ 241 milhões.
A partir de julho, quando está prevista a assinatura do contrato de concessão, a Zürich estará apta para introduzir as melhorias planejadas para a infraestrutura do aeroporto, entre elas, a construção de um novo terminal para os passageiros.
O terminal da ilha de Santa Catarina tem capacidade para atender 4,1 milhões de passageiros ao ano e recebe 3,6 milhões, segundo a Infraero, estatal que hoje administra o aeroporto Hercílio Luz.
Brosi afirmou que, embora o Brasil esteja passando por uma "recuperação econômica", a empresa está "confiante no mercado brasileiro como um todo" e acredita superar a marca dos 3,6 milhões ainda neste ano.
Nos próximos cinco anos, a Zürich afirma que investirá "um montante médio de três dígitos" (em milhões de reais) no terminal catarinense e que vai procurar apoio do governo local para movimentá-lo.
Entre os investimentos imediatos, a instalação de 10 pontes de embarque, além da construção de 2.500 vagas de estacionamento de veículos (hoje são 539) e da ampliação dos serviços do terminal, com novas lojas e restaurantes.
O presidente da Santur (Santa Catarina Turismo), Valdir Walendowsky, disse acreditar em aumento de voos internacionais, sobretudo durante o verão, quando o aeroporto catarinense recebe cerca de 400 voos fretados de países como Argentina, Chile e Peru.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia