Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 21 de abril de 2017. Atualizado às 12h48.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

terrorismo

Alterada em 21/04 às 12h54min

Ataque terrorista em Paris terá grande efeito na eleição francesa, diz Trump

O presidente dos EUA Donald Trump emitiu sua primeira declaração pública sobre a eleição presidencial francesa, ao comentar o ataque ocorrido em Paris na noite desta quinta-feira e que resultou na morte de um policial. "Outro ataque terrorista em Paris. A população da França não terá muito mais disto", escreveu ele no Twitter. "Terá um grande efeito na eleição presidencial!"
A eleição francesa deste ano está excepcionalmente suscetível à influência de fatos e notícias, pois há muitos candidatos competitivos e as pesquisas mostram que um terço dos eleitores ainda está indeciso. Na maioria das eleições francesas anteriores, dois candidatos, dos partidos principais, lideraram desde a fase inicial da corrida. Em 2017, há quatro candidatos principais a uma pequena distância um do outro, incluindo um nacionalista de extrema-direita e um de extrema-esquerda que prometem redefinir o lugar da França na Europa.
A mais recente sondagem da Ipsos Sopra-Steria mostrou que o centrista Emmanuel Macron com 23% dos votos, a líder da Frente Nacional Marine Le Pen com 22,5%, o conservador François Fillon com 19,5% e o esquerdista Jean-Luc Mélenchon com 19%. Os resultados têm uma margem de erro de 0,9 pontos percentuais.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia