Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 18 de abril de 2017. Atualizado às 11h43.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Comércio Exterior

China defende comércio com Coreia do Norte após imagens de caminhões com mísseis

A China defendeu suas práticas comerciais com a Coreia do Norte, após caminhões de fabricação chinesa terem sido vistos transportando mísseis balísticos durante uma parada militar em Pyongyang, apesar de sanções internacionais que proíbem a venda de equipamentos militares aos norte-coreanos.

Fotos divulgadas pelo governo norte-coreano mostraram os mísseis em caminhões que traziam o logotipo da Sinotruk, empresa de caminhões com sede em Hong Kong.

Segundo um porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da China, o país conduz "interações de negócios normais" com a vizinha Coreia do Norte, mas respeitas as sanções impostas pela Organização das Nações Unidas (ONU).

O representante de uma concessionária da Sinotruk disse que cerca de 1.000 caminhões são exportados para a Coreia do Norte anualmente, embora contratos especifiquem que os veículos devam se destinar para uso civil.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia