Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 20 de abril de 2017. Atualizado às 14h10.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Saúde

20/04/2017 - 13h52min. Alterada em 20/04 às 14h12min

Porto Alegre lança alerta para risco de suicídio ligado a Baleia Azul e 13 Reasons Why

Cena da série norte-americana que foca história de adolescente que cometeu suicídio

Cena da série norte-americana que foca história de adolescente que cometeu suicídio


Beth Dubber/Netflix/Divulgação/JC
A polêmica e a crescente preocupação com o impacto do jogo Baleia Azul e da série norte-americana 13 Reasons Why, que têm sido associado a casos de suicídio no Brasil, fez a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre emitir um alerta aos serviços de saúde. A nota técnica se destina "a plantões e emergências em saúde mental devido ao aumento atendimentos nos últimos dias".
A atenção se volta a crianças e adolescentes com tentativa de suicídio que pode ter relação com o jogo, que apresenta uma série de desafios com tarefas que incluem automutilação e ingestão de medicamentos. Já a série foca uma história de suicídio. 
"Dessa fora, orientamos alerta máximo com garantia de aceso irrestrito a crianças e adolescentes e elevado nível de suspeição, bem como orientação aos pais e cuidados cuidadores", diz a nota repassada aos serviços de saúde. Os plantões de emergência em Saúde Mental funcionam 24 horas no Centro de Saúde Vila dos Comerciários e no Centro de Saúde IAPI. Também existem equipes especializadas de Saúde da Criança e do Adolescente e os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS).    
O Departamento Estadual da Criança e do Adolescente (Deca), ligado à Polícia Civil, e o Ministério Público também já foram acionados e estão em alerta. A nota diz que mais ações serão divulgadas sobre como agir nas situações. Os contatos do Deca são (51) 2131-5708 (em horário comercial), 0800-6426400 ou WhatsApp (51) 98418-7814.

Os principais sinais destacados pela nota técnica:

  • Falas sobre morte e suicídio, mesmo que indiretamente, como vontade de "sumir", "desaparecer", "ir embora"
  • Isolamento (afastar-se da família, dos amigos)
  • Perda do interesse em atividades que costumava fazer e nas pessoas
  • Mudanças no hábito de sono (insônia ou aumento das horas dormindo) e alimentares (perda ou aumento de apetite)
  • Irritabilidade, crises de raiva
  • Piora no desempenho escolar, recusa a ir à escola
  • Comportamentos auto-destrutivos (auto-mutilação, uso de álcool e drogas, exposição a situações de risco)
  • Ter tentativas de suicídio anteriores
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia