Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 20 de abril de 2017. Atualizado às 17h32.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

segurança pública

20/04/2017 - 11h18min. Alterada em 20/04 às 17h34min

Brigada Militar faz Operação Tiradentes com reforço em policiamento até sabado

Reforço do policiamento ostensivo terá pessoal administrativo no Rio Grande do Sul

Reforço do policiamento ostensivo terá pessoal administrativo no Rio Grande do Sul


MARCO QUINTANA /JC
Atualizada às 17h.
O efetivo de policiais militares e bombeiros gaúchos nas ruas foi reforçado para a Operação Avante Tiradentes, que vai até a manhã de sábado (22) no Rio Grande do Sul. Ato no Largo Glênio Peres, Centro Histórico de Porto Alegre, apresentou a força a ser mobilizada pela Brigada Militar. Moradores pararam para assistir à solenidade, que teve até a banda da BM. Muitos desconheciam a razão do ato e comentaram que querem o efetivo na rua. 
A moradora do bairro Jardim Leopoldina Niura Costa confessou ter ficado "arrepiada" ao ver a formação militar. Ela fez foto ao lado de um brigadiano com um cão policial. Logo depois da solenidade, Niura guardou o celular dentro da calça e justificou: "Tô escondendo o celular para não me roubarem porque não tenho dinheiro para comprar outro". 
A moradora contou dos assaltos diários na região onde reside. Além disso, a mulher disse que foi ao médico nesta quinta-feira, pois acha que está com síndrome do pânico devido ao medo da violência. "Vivo em pânico. Consultei hoje o médico e contei que estava com síndrome de pânico e ele me disse: 'Te acalma, também estou e isso vai passar".   
No Rio Grande do Sul, a previsão é de colocar em ações de rua, o chamado policiamento ostensivo, também pessoal administrativo. No País, a previsão é de mais de 600 mil homens e mulheres nas polícias militares a serem mobilizados. A ação é considerada inédita no País e marca o dia 21, de Tiradentes, patrono dos policiais.
No Rio Grande do Sul, a Operação Avante Tiradentes vai atuar na prisão de criminosos, apreensão de drogas e armas, recuperação de veículos roubados/furtados e aumentando a percepção de segurança dos cidadãos. Segundo a assessoria de imprensa da BM, é a primeira vez que as corporações da área realizam operação unificada nesta data.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia