Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 06 de abril de 2017. Atualizado às 11h20.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Segurança Pública

Alterada em 06/04 às 13h25min

Estado e cidades vão compartilhar estruturas para combater violência

Governador e prefeitos firmaram a parceria para repasse de equipamentos e informações nas cidades

Governador e prefeitos firmaram a parceria para repasse de equipamentos e informações nas cidades


MARCELO G. RIBEIRO/JC
O Estado formalizou, nesta quinta-feira (6), parcerias com municípios para formar o Sistema de Segurança Integrada com Municípios do Rio Grande do Sul (SIM/RS). Com o sistema, vai ser possível articular as ações da Brigada Militar e demais forças estaduais com os órgãos locais, como guardas municipais, agentes de trânsito e sistema de videomonitoramento. O governador José Ivo Sartori voltou de Brasília, onde acompanhava a tramitação do projeto de renegociação das dívidas, para firmar a ação.
Doze municípios assinaram protocolos de intenção para aderir ao SIM/RS. Cinco já começaram a atuar no modelo, que são Montenegro, Bento Gonçalves, Canoas, Cachoeirinha e Porto Alegre. A intenção é que se possa compartilhar estruturas, além de poder ter apoio na aquisição de viaturas pelas prefeituras para serem usadas pelos órgãos estaduais, o que inclui a Polícia Civil.
Em Canoas, por exemplo, o foco é muito em inteligência. Mas também tem iniciativas na compra de veículos. Dos 35 a serem comprados este ano, 15 serão transferidos à BM para policiamento. O restante será dividido entre Guarda Municipal, Susep e Polícia Civil. Na Capital, teve a manutenção de viaturas da BM, que contou com apoio de concessionárias.
O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior, destacou que as forças das três esferas começam a atuar em conjunto. Marchezan disse que a prefeitura vai avançar no cercamento eletrônico, com uso de câmeras. Além disso, terá repasse de informações do Detran sobre veículos roubados. Nas ações locais, será implantada na bilhetagem dos ônibus o reconhecimento facial. "Aumentando a integração vamos fechar o círculo tornando Porto Alegre um ambiente menos propício ao crime", aposta Marchezan.   
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia