Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 18 de abril de 2017. Atualizado às 18h46.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

liga dos campeões

Alterada em 18/04 às 18h49min

Real vence Bayern na prorrogação e faz 7ª semifinal seguida na Liga dos Campeões

Elenco merengue celebra vitória e passagem para a semifinal da Liga dos Campeões da UEFA

Elenco merengue celebra vitória e passagem para a semifinal da Liga dos Campeões da UEFA


GERARD JULIEN /GERARD JULIEN /AFP/JC
Contando com uma ajuda da arbitragem na prorrogação, o Real Madrid derrotou o Bayern de Munique por 4 a 2, nesta terça-feira, e garantiu seu lugar na semifinal da Liga dos Campeões pela sétima vez consecutiva. No tempo normal, o time alemão devolveu o placar da derrota por 2 a 1, sofrida no jogo de ida. Mas, no tempo extra, a equipe espanhola marcou três gols, deslanchando após o gol irregular de Cristiano Ronaldo que empatou o duelo em 2 a 2, ainda no primeiro tempo da prorrogação
No embalo da torcida, que lotou o estádio Santiago Bernabéu, o Real marcou mais dois gols com facilidade na etapa final do tempo extra, diante de um Bayern totalmente entregue em campo, e decretou a vitória e a classificação. Cristiano Ronaldo foi mais uma vez decisivo, com dois gols. Ao marcar o primeiro, em lance no qual estava impedido, o português chegou à marca de 100 gols na Liga dos Campeões.
A vitória levou o Real Madrid para sua sétima semifinal seguida na principal competição europeia. O atual campeão não fica de fora desta fase da Liga desde a temporada 2009/2010. O time espanhol conhecerá seu próximo adversário, na busca pela vaga em mais uma final, no sorteio que será realizado na sexta-feira.
O JOGO - Real e Bayern fizeram um acelerado primeiro tempo, de muita correria e boas chances de gol para ambos os lados. Precisando do resultado, o time alemão tomou a iniciativa primeiro e até esboçou pressão nos primeiros minutos. Aos 8, Thiago Alcantara e Robben, quase na mesma jogada, desperdiçaram ótima chance dentro da área. Quatro minutos depois, Vidal chutou forte de fora da área e assustou o goleiro Navas.
A resposta do time da casa veio com jogadores da defesa. Carvajal, aos 25, arriscou de fora e deu trabalho para Neuer. Na sequência, Sergio Ramos levo perigo e o zagueiro Boateng evitou o gol.
O ataque espanhol só começou a funcionar a partir dos 30 minutos Foram três boas oportunidades até o fim da etapa. Na melhor delas, Cristiano Ronaldo arrancou pela direita, invadiu a área e bateu cruzado. Neuer fez a defesa com precisão.
No segundo tempo, o ritmo sofreu ligeira queda. Mesmo assim, o jogo seguia em alto nível e com equilíbrio. Aos 3, Cristiano Ronaldo já desperdiçava chance em cobrança de falta. Na sequência, Isco finalizava, com perigo, para fora.
Sem se abalar pelo ímpeto dos anfitriões e pela desvantagem no placar agregado, o Bayern seguia buscando o ataque. Assim, aos 5, Robben só não abriu o marcador porque Marcelo tirou quase em cima da linha. Um minuto depois, o mesmo atacante holandês era derrubado dentro da área pelo brasileiro Casemiro: pênalti. Na cobrança, Lewandowski finalizou no meio e abriu o placar, aos 7.
Mas a vantagem não era suficiente para classificar o Bayern. Por causa da derrota por 2 a 1 em casa, no jogo de ida, o time alemão precisava vencer por dois gols de diferença - o gol marcado fora dava a vantagem ao Real Madrid. Por essa razão, o técnico Carlo Ancelotti mudou a equipe, de forma a deixá-la mais ofensiva. Trocou Ribèry por Douglas Costa e colocou Thomas Müller no lugar de Xabi Alonso.
Se deixaram o Bayern mais ofensivo, as mudanças também abriram brechas na defesa. E o Real soube aproveitar a oportunidade aos 30, quando Casemiro se redimiu do pênalti cometido na etapa inicial. Em rápido contragolpe, ele lançou na área e Cristiano Ronaldo cabeceou para as redes, empatando o jogo.
A festa espanhola, contudo, durou apenas um minuto. Foi o tempo necessário para surgir mais um vilão do Real no jogo. Num ataque pouco pretensioso do Bayern, Sergio Ramos surgiu de forma atabalhoada dentro da área e empurrou contra o próprio gol, aos 31. Com o gol, as duas equipes repetiam o mesmo placar do jogo de ida, empurrando o confronto para a prorrogação.
Antes disso, o Bayern sofreu importante baixa. Vidal levou o segundo cartão amarelo, em lance no qual atingiu primeiramente a bola, em dividida com Asensio, e foi expulso de campo, aos 39.
Com um a menos em campo, o time alemão tentou não aliviar o ritmo no primeiro tempo da prorrogação. Mas o duelo seguia parelho. Até que a arbitragem contribuiu para desequilibrar a balança em favor do time da casa. Foi aos 14 minutos, quando Cristiano Ronaldo recebeu passe em posição claramente irregular, dentro da área, e bateu para as redes. Foi o 100º gol do atacante português na Liga dos Campeões.
O gol de empate, em 2 a 2, praticamente definiu o jogo. Daí em diante o Bayern se perdeu em campo e o Real só cresceu na partida. Na segunda etapa da prorrogação, o time alemão perdeu confiança e só assistiu ao rival jogar.
Assim, Cristiano Ronaldo anotou seu segundo gol, aos 3, após bela jogada e passe de Marcelo - o português estava em posição duvidosa no momento da finalização. E, três minutos depois, Asensio anotou o quarto gol do time espanhol e sacramentou a vaga do Real na semifinal.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia