Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 20 de abril de 2017. Atualizado às 00h50.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

Varejo

Notícia da edição impressa de 20/04/2017. Alterada em 20/04 às 00h50min

Polícia recolhe meia tonelada de alimentos impróprios

Ação foi realizada em três estabelecimentos em Canoas e Alvorada

Ação foi realizada em três estabelecimentos em Canoas e Alvorada


IMPRENSA POLÍCIA CIVIL/IMPRENSA POLÍCIA CIVIL/DIVULGAÇÃO/JC
A Polícia Civil gaúcha apreendeu, nesta quarta-feira, meia tonelada de alimentos estragados, vencidos ou mal conservados em supermercados nas cidades de Canoas e Alvorada, na Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA). A Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon) do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) e as vigilâncias sanitárias dos dois municípios fizeram fiscalização em três estabelecimentos da rede Oliveira, que opera nas duas cidades.
Em uma das lojas, no Passo do Feijó, em Alvorada, os policiais foram surpreendidos com uma infestação de baratas que acabou provocando a prisão de um dos sócios do estabelecimento, cujo nome não foi divulgado. "Tinha barata caminhando sobre pães, massas e doces", descreve o delegado titular da Decon, Rafael Liedtke.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia