Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 04 de abril de 2017. Atualizado às 18h26.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 04/04 às 18h31min

Bolsas de Nova Iorque fecham em alta, puxadas por setores de energia e manufatureiro

Após ficarem de lado durante a sessão, as bolsas de Nova Iorque fecharam em alta nesta terça-feira (4), embora sem movimentos expressivos. O avanço de papéis dos setores manufatureiro e de energia ajudou os índices a encerrarem em território positivo.
O índice Dow Jones fechou em alta de 0,19%, em 20.689,24 pontos, o Nasdaq subiu 0,07%, para 5.898,61 pontos, e o S&P 500 ganhou 0,06%, a 2.360,16 pontos.
As ações vinham registrando grandes variações em sessões recentes, mas perderam fôlego. Alguns investidores e analistas atribuem as negociações mais calmas agora à relutância em fazer novas apostas antes de uma série de eventos importantes nesta semana, entre eles a ata da última reunião do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), que será divulgada nesta quarta-feira, o relatório mensal de empregos dos EUA, que sai na sexta-feira. Além disso, na quinta-feira e na sexta-feira haverá uma reunião entre o presidente americano, Donald Trump, e o da China, Xi Jinping.
O gerente sênior de portfólio da Globalt, Thomas Martin, disse que os sinais de avanço nos cortes de impostos e nos gastos de infraestrutura dos EUA poderiam gerar outro rali nas ações, mas os índices de Wall Street devem ficar de lado até que existam novas informações.
As ações do setor de energia se saíram melhor nesta terça-feira, em dia positivo para o petróleo. Os papéis do setor industrial também puxaram os ganhos. United Technologies subiu 1% e Boeing teve alta de 1,2%. O setor financeiro, por outro lado, teve baixa de 0,2%, entre os papéis que integram o S&P 500.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia