Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 16 de abril de 2017. Atualizado às 22h33.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR

Frases e Personagens

Notícia da edição impressa de 17/04/2017. Alterada em 16/04 às 21h06min

Frases e personagens

Vitor Augusto Koch, presidente da FCDL-RS

Vitor Augusto Koch, presidente da FCDL-RS


MARCELO G. RIBEIRO/JC
"Segundo levantamento da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL-RS), aproximadamente 40% das famílias que pretendiam comprar chocolates para a Páscoa gastariam mais de R$ 100,00. O estudo da entidade varejista mostrou que 34% dos consumidores queriam comprar entre R$ 50,00 e R$ 100,00 em ovos de Páscoa, enquanto 26% ficariam com compras abaixo de R$ 50,00." Vitor Augusto Koch, presidente da FCDL.
"Em relação a 2016, a FCDL-RS projetou um crescimento do consumo da ordem 4%, tendo como diferenciais positivos um maior nível de emprego na economia gaúcha e a entrada dos recursos oriundos das contas inativas do FGTS." Também Vitor Augusto Koch.
"Estamos vivendo um momento triste na política do Brasil. Mas temos que superar. E, neste momento, o governo não tem votos para aprovar a reforma da Previdência." Fábio Ramalho (PMDB-MG), primeiro vice-presidente da Câmara Federal.
"A reforma da Previdência é positiva, porque políticos e servidores públicos agora terão todos as mesmas regras. Aliás, sem a reforma, são exatamente os mais pobres que serão prejudicados. Haverá aumento da inflação, desemprego e crescimento negativo do País." Rodrigo Maia (DEM), presidente da Câmara Federal.
"A reforma da Previdência está em análise em comissão especial da Câmara. A comissão votará o meu relatório, cabendo ao plenário analisar o projeto e, em seguida, ao Senado votar." Arthur Maia (PPS-BA), deputado federal, relator da reforma da Previdência.
"Não sei o que vai acontecer comigo, mas estou na disputa e vou provar que este País pode voltar a ser feliz. Podem ficar certos que eu vou brigar para voltar, para fazer muito mais, porque já fiz este País ser quase a quinta economia do mundo." Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ex-presidente.
"Há dois anos, não consigo passar um dia sem ver uma denúncia, uma leviandade, acusações absurdas e inverossímeis, como dos delatores da Odebrecht, uma mentira envolvendo o meu nome." Também Lula da Silva.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia