Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 19 de abril de 2017. Atualizado às 21h52.

Jornal do Comércio

JC Logística

COMENTAR | CORRIGIR

Rodovias

Notícia da edição impressa de 20/04/2017. Alterada em 19/04 às 20h32min

Obra de duplicação da ERS-118 utiliza tecnologia inédita

Máquina vinda dos Estados Unidos dispõe de tecnologia ressonante

Máquina vinda dos Estados Unidos dispõe de tecnologia ressonante


JULIO CUNHA NETO/JULIO CUNHA NETO/DAER/DIVULGAÇÃO/JC
A duplicação da ERS-118, na Região Metropolitana de Porto Alegre, é a primeira obra rodoviária do País a contar com um avançado método de restauração de estradas pavimentadas. O equipamento, trazido dos Estados Unidos, utiliza tecnologia ressonante para fragmentar blocos de concreto e reaproveitá-los na reconstrução do trecho.
A importação da máquina foi o resultado de pesquisas do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) em conjunto com a empresa STE (Serviços Técnicos de Engenharia), e começou a ser implantada neste mês pela construtora Sultepa na restauração da pista antiga da ERS-118, no lote entre os quilômetros 5 e 11 - de Sapucaia do Sul a Cachoeirinha.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia