Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 12 de abril de 2017. Atualizado às 23h08.

Jornal do Comércio

JC Logística

COMENTAR | CORRIGIR

Mobilidade

Notícia da edição impressa de 13/04/2017. Alterada em 12/04 às 18h56min

Maia pede ao Senado que recupere projeto original do Uber alterado na Câmara

Motoristas de táxi comemoram restrições de deputados a aplicativos

Motoristas de táxi comemoram restrições de deputados a aplicativos


/WILSON DIAS/ABR/JC
O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse esperar que o Senado recupere o texto original do projeto que regulamenta os aplicativos de transporte individual, como o Uber. Maia considerou que os destaques que alteraram o texto principal geram restrições que não são boas e sinalizou que, se o Senado não recuperar o projeto original, vai atuar junto ao presidente Michel Temer para restabelecer o texto e vetar as emendas.
Na avaliação de Maia, os destaques aprovados não inviabilizam a proposta, mas "atrapalham". "Tenho certeza de que o Senado pode rever isso, senão a gente tem a possibilidade de trabalhar com o presidente Temer naquilo que a gente acha certo, que é defender o mercado do táxi e defender o mercado do Uber. Eles podem existir de forma diferente, porque eles são sistemas distintos", declarou. Ele conta com a possibilidade de o Senado derrubar os destaques aprovados pelos deputados.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia