Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 20 de março de 2017. Atualizado às 09h05.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Estados Unidos

Trump diz que democratas inventaram acusações de interferência da Rússia

Agência estado
O presidente dos EUA, Donald Trump, acusou nesta segunda-feira (20) os democratas de inventar acusações e criar notícias falsas sobre o envolvimento da Rússia nas eleições presidenciais no ano passado.

Em sua conta no Twitter, Trump escreveu: "Os democratas inventaram e empurraram a história russa como uma desculpa para executar uma campanha terrível. Grande vantagem no colégio eleitoral".

Os tweets foram escritos horas antes de uma audiência do Congresso sobre a Rússia. O Comitê de Inteligência ouvirá do diretor do FBI, James Comey, que acredita que a Rússia tentou reforçar as chances de Trump nas eleições e busca informação sobre se havia alguma conexão entre os assessores de campanha de Trump e Moscou.

Em um tweet separado, Trump referenciou o ex-chefe de inteligência dos Estados Unidos na época do governo de Barack Obama, James Clapper, que disse recentemente que a acusação de que Obama teria grampeado a Trump Tower era falsa e que não existia provas da participação da Rússia na eleição presidencial.

"James Clapper e outros afirmaram que não há provas de que o presidente tenha colaborado com a Rússia. Esta notícia é falsa e todos sabem disso", escreveu Trump em seu Twitter.

Trump terminou dizendo que "a verdadeira história que o Congresso, o FBI e todos os outros devem investigar é o vazamento de informações confidenciais. Devem encontrar o responsável agora!".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia