Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 19 de março de 2017. Atualizado às 23h02.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

França

Notícia da edição impressa de 20/03/2017. Alterada em 19/03 às 22h37min

Pai de agressor é solto e nega envolvimento do filho com terrorismo

A polícia francesa concedeu liberdade ao pai de Ziyed Ben Belgacem, após horas de interrogatório. O agressor foi morto no sábado, no aeroporto de Orly, na França, após agredir uma soldado e tentar roubar um fuzil. Questionado sobre o envolvimento de Belgacem com células terroristas, o pai negou fortemente: "Meu filho nunca foi um terrorista. Nunca rezou e bebeu álcool. Mas sob efeito do álcool e da maconha, aconteceu o que aconteceu", declarou.
O pai ainda disse em entrevista a uma rádio, que o filho havia ligado na manhã do atentado pedindo perdão porque tinha feito "uma estupidez com um agente". Em seguida, o pai perguntou onde o filho estava, e ele se limitou a responder que estava em uma estrada.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia